Atletas lamentam derrota, evitam culpar altitude e citam: “É aquele ditado: quem não faz, toma”

Os jogadores lamentaram a derrota de 2 a 1 para o Binacional no primeiro jogo da fase de grupos da Copa Libertadores de 2020. Antony, Tchê Tchê e Igor Gomes falaram sobre…

O clima no vestiário após a partida, Igor Gomes relatou: “Ninguém gostou, a sensação foi a pior possível. Sabíamos que tínhamos condições de sair pela vitória. Cabeça erguida ainda, temos quinze pontos em disputa. Vamos com força total em busca do que é nosso.”

Assim como avaliou o volante Tchê Tchê: “Um duro golpe. Viemos aqui para sair com um bom resultado, que seria a vitória. Em nenhum momento pensamos nesse resultado. Não é arrogância, é confiança no trabalho. Perdemos pontos aqui. Agora vamos jogar diante da nossa torcida, em casa, para tentar recuperar.”

Seguindo a linha do Raí, o jovem meia são-paulino falou: “Lógico que influencia, mas sabíamos do problema, não podemos usar isso como desculpa. Posso falar da minha parte, influenciou um pouco, mas não é desculpa. Vamos procurar acertar o que erramos.”

E sobre erros na partida, Igor Gomes citou: “Uma série de erros. Fica difícil apontas, mas houve erros. Vamos esfriar a nossa cabeça, está todo mundo muito tenso. Vamos colocar os pingos nos ‘is’ e corrigir o que erramos”, e ainda completou sobre estratégia: “Ganhar.”

Enquanto Antony, que perdeu uma ótima chance no primeiro tempo citou: “É aquele ditado: quem não faz, toma”.

Fábio Martins

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.