William é apresentado e fala sobre intensidade de Crespo

(Reprodução SPFCTV)

Depois da apresentação do Eder, foi a vez do William ser apresentado e teve participação do Edmilson, ex-volante são-paulino, que esteve no Morumbi para ser o ‘guia’ do reforço no Estádio do Morumbi.

Na coletiva, William que recebeu a camisa 17, mostrou muita maturidade depois de oito anos atuando no futebol mexicano. Por vezes confundiu o idioma, assim como Eder, falava palavras em espanhol, mas logo corrigia.

Escolha pelo São Paulo

“Em relação a essa atração pelo São Paulo é pela história, pelo que representa no futebol mundial. Tive 7 anos no México, Coreia, mas a história do futebol brasileiro e do São Paulo corre o mundo inteiro. Eu tinha contrato com o Toluca. Tentei negociar para ser melhor a negociação. Fechei ouvidos para sondagens para estar aqui”

Posição

“Hoje jogo como primeiro volante, segundo volante e dependendo da formação como terceiro homem de meio. Quando tem triângulo, losango no meio. Em relação ao esquema, o Hernan tem tentando me implementar como primeiro ou segundo volante, dependendo de quem está do lado”, vale conferir nossa análise com detalhes sobre de quem é o volante William.

Trabalho com argentinos no México

“Trabalhei com dois treinadores argentinos. Um atualmente está no Toluca. Não gosto de fazer tipo de comparação de modelo de jogo, esquema, mas treinadores argentinos defendem algo que encontrei no Hernan, é intensidade, uma ordem tática forte”

Disputa por posição

“Tem muitos jogadores nesta posição. Primeiro vencer a mim mesmo. E automaticamente é uma competição saudável dentro do elenco que me recebeu muito bem.”

Problema no coração

“Em relação ao que vivi no passado em relação ao coração, problema que tive. Problema superado, graças a Deus, momentos difíceis e complicados, desafios que a vida nos coloca, mas pude vencer o desafio. Sempre faço bateria de exames, fui aprovado mais uma vez”

“Eu tive um problema muito grave de saúde. Tive duas paradas cardíacas. Quero desejar de mensagem que se apeguem a fé, a Deus, a minha saída foi aproximar Deus e pedir uma direção, força para superar. Hoje estou aqui, defenderei uma história linda e gigante”

Passagem nos rivais

“Em relação ao ter passado em dois grandes da capital, foram tempos que me abriram as portas, fiz um grande trabalho. Hoje represento um gigante clube, do mundo. E essa rivalidade é saudável, a gente gosta de viver. Espero ganhar todos os clássicos”

Experiência e idade

“Os problemas que tive de saúde, me gerou certa ansiedade. Mas com o passar do tempo vi que tem um tempo determinado para tudo. Fui conquistando passo a passo dentro do jogo, partida, temos que aprender controlar os tempos, defender, atacar”

“Tenho 34 anos, tem uma bagagem. Quebrei a cabeça bastante para entender como é o jogo. Procuro entender cada vez mais o futebol para resolver os problemas dentro do campo. Experiência que tive lá fora me ajudou muito, treinadores que passaram na minha vida”

Volta ao Brasil e inscrição no Paulistão 2021

“Esse meu retorno ao Brasil é única e exclusivamente ajudar o São Paulo naquilo que eu seja capaz. Essas vagas em aberta, estarão aqueles que o Crespo ache importante para jogar. Ser inscrito ou não, estarei trabalhando”

Acompanhou futebol brasileiro

“Acompanhei muito o futebol brasileiro, ainda mais nos últimos meses e anos pela amizade que tenho com os jogadores. Em relação adaptação ao futebol brasileiro seja um dos obstáculos que possa encontrar. Nos últimos campeonatos tiveram títulos de treinadores estrangeiros campeões. Flamengo no Brasileiro, o Palmeiras na Libertadores. E pega o pessoal de surpresa.”

Amizade com Volpi e aventura de Churrascaria

Volpi atuou junto com o William no Queretaro do México, Ronaldinho Gaúcho também atuou no clube, William lembrou: “O Volpi nos aventuramos nessa churrascaria, não deu bom. Foi um projeto, algo que tentou empreender, e acabou que não deu certo. Mas é um cara espetacular, caráter positivo para o vestiário e vida. Tenho amizade grande com ele e família”

“Espero que possamos ter dias de glórias juntos, com todos companheiros. E crescer cada da mais, como jogador, ser humano, e permanecer fazer brilhar essa história do São Paulo, que é linda, de conquista, hoje somos totais responsáveis de colocar o SPFC no topo”

Encontro com Muricy

O volante relatou que quando foi apresentado para o William, Muricy disse que já conhecia o jogador e nem precisava de apresentação, o qeu deixou o jogador feliz: “O encontro com Muricy, foi legal, bacana. Esse tipo de encontro é bacana, legal ver um cara que conquistou tudo, representa algo grande no país, futebol, e dentro do SPFC. Não tivemos um tempo de conversar ainda, questão de protocolo, tenta manter distância”

Seleção mexicana

Naturalizado mexicano, William relatou sobre sonho de jogar a Copa de 2022: “Em relação a sonho, eu sonho todo dia. Trabalho todos os dias. Difícil, difícil, impossível, não é impossível. Chego como se tivesse com 18 anos de idade, vontade de vencer, superar, e poder fazer história linda”

Facebook: @SPFC24Horas | Instagram: @spfc24horas | Twitter: @spfc24horas_

Fábio Martins

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.