Sessão Emprestados – Helinho, Danilo e Jean marcam gol

Foto: Marco Galvão / Fotoarena / Agência O Globo

A Sessão Emprestados fala sobre a situação dos empréstimos são-paulinos, depois de um período de ‘folga’, estamos de volta para contar resumido sobre os longos dias 12/01 até 28/01…

Desempenhos –
Goleiros

Jean (Atlético Goianiense) – O goleiro vive excelente fase no clube goiano. Entre polêmicas pelo fato de ter sido acusado de agressão contra sua ex-esposa no início de 2020, quando rede social do Brasileirão por vezes não cita o nome do goleiro e o perfil do Atlético Goianiense acaba retrucando.

Mas em campo, Jean tem sido destaque do clube no Brasileirão, contra o Fortaleza foi decisivo ao defender um pênalti e ainda marcar gol em cobrança de penalidade. Contra o Atlético Mineiro não impediu a derrota, de 3×1, mas fez algumas defesas. Contra o Botafogo começou perdendo, fez uma boa defesa no gol sofrido, pois no rebote acabou caindo estranho…

Laterais

Weverson (Red Bull Bragantino) – A última partida foi contra o Palmeiras no dia 27/12, voltou para o banco no dia 25/01 na vitória sobre o Corinthians, mas não atuou.

Junior Tavares (Sport) – Acabou sendo expulso com 40 minutos do primeiro tempo contra o Fluminense, em lance polêmico, no ponto de vista nosso, a entrada foi um pouco exagerada mesmo e mereceu cartão, prejudicou a equipe na partida que acabou perdendo de 1×0.

Voltou na importante vitória de 2×0 sobre o Bahia e no geral fez uma boa partida, destaque para 98% de aproveitamento nos passes, errou apenas um de 48. E ainda deu cinco passes decisivos, mas nenhuma assistência direta.

Zagueiros

Lucas Kal (Nacional-POR) – Foram três partidas neste período, a primeira derrota de 1×0 para o Moreirense, e fez apenas uma partida razoável, o gol sofrido foi em uma bola parada, o goleiro falhou.

Na derrota de 3×1 para o Vitória de Guimarães, de virada, acabou se enrolando em um lance rápido do segundo gol, dava para ter tirado mais rápido a bola, e no terceiro gol acabou fazendo contra, dava para ter evitado, mas pura infelicidade, portanto dia infeliz do zagueiro.

Começou no banco no empate em 1×1 com o Benfica de Jorge Jesus, entrou nos 10 minutos finais, e pouco participou, mas ajudou manter o resultado que era a meta.

Volantes

Hudson (Fluminense) – Foram 45 minutos na goleada sofrida de 5×0 para o Corinthians, e não foi feliz no jogo como a equipe toda, por isso acabou sendo sacado, mas na ocasião ainda estava 1×0…

Foi banco no jogo contra o Sport, e voltou a atuar 15 minutos, no fim da vitória de 2×0 contra o Botafogo, ajudou a segurar o resultado, mesmo com pouca participação em campo.

Meias

Rafael (Brasil de Pelotas) – Na derrota de 3×0 para o Figueirense, o meia não teve grande desempenho, até tentou jogadas, mas não era dia da sua equipe e nem dele.

No empate em 0x0 com o América Mineiro, foram 64 minutos em campo, e deu passe decisivo, fez três desarmes, acertou as duas bolas longas que tentou, no geral fez uma boa partida.

Contra o CSA, começou na reserva, entrou e atuou por 11 minutos, venceu os dois duelos que disputou, fez dois desarmes, e ajudou no empate de 1×1 contra a equipe alagoana, fora de casa.

Por fim, na despedida da Série B, começou no banco contra o Vitória, entrou e foram 22 minutos em campo, acertou as quatro bolas longas que tentou, finalizou uma para o gol, deu três desarmes, foi bem, mas seu time perdeu de 1×0.

Everton Felipe (Atlético-GO) – Segue sem atuar e sem ser relacionado, a passagem pelo Goianiense não tem sido nada feliz…

Calebe (Atlético-MG) – O meia que será adquirido em definitivo pelo Atlético Mineiro, perdeu espaço, e fez apenas 6 minutos contra o Santos, nas outras partidas no período foi apenas reserva.

Shaylon (Goiás) – Meio-campista de origem, tem atuado em uma função como ala direita e curiosamente costuma se destacar. Mesmo na derrota de 3×0 para o Flamengo, deu 3 passes decisivos, foi bastante participativo na criação das jogadas do time.

Já na derrota de 4×0 para o Ceará, errou bastante, apenas um cruzamento certo de 8, ainda que deu 4 passes decisivos, não foi das melhores partidas no contexto geral do time e dele.

Na virada heroica contra o Santos na Vila Belmiro, 4×3, deu uma assistência, ainda três interceptações e dois desarmes, acertou 5 de 7 cruzamentos na partida, deu 6 passes decisivos, criou uma grande chance para o seu time, no geral foi um bom jogo.

Oliveira (Louletano) – Desde o dia 03/01, só teve mais um jogo em seguida e ele não atuou, as partidas retornam no começo de fevereiro, portanto sem atualização.

Helinho (RB Bragantino) – O ponta voltou e muito bem. Na vitória de 2×1 contra o Ceará, foi participativo, deu dois passes decisivos, driblou, desarmou, acertou maioria dos passes, só não caprichou nos cruzamentos que errou todos, isso em 76 minutos em campo.

Na vitória de 4×1 contra o Vasco, também foi ativo, mas não tanto como na partida anterior. Desta vez deu uma finalização na trave, desarmou, foram 61 minutos no jogo.

Por fim, foi decisivo na vitória de 2×1 sobre o Corinthians em Itaquera. Com menos de dois minutos, finalizou de fora da área, rasteiro, e Cássio não conseguiu defender. Ainda deu dribles e três interceptações no jogo.

Atacantes

Danilo Gomes (Atlético Goianiense) – Ficou fora um período por conta da COVID, voltou contra o Atlético Mineiro, foram 14 minutos em campo, teve vontade, mas não impediu derrota de 3×1.

Já contra o Botafogo foi titular, jogou 82 minutos, e marcou um belo gol de empate no meio do segundo tempo. Tentou outras jogadas, mas sem grande sucesso.

E comentou sobre primeiro gol: “Bastante significativo para mim. Venho trabalhando para isso. Desde que cheguei ao Atlético-GO, meu objetivo era ajudar a equipe. Estou muito feliz pelo resultado de ontem, por ter feito o primeiro gol e por ter conquistado os três pontos”.

Contra o Fortaleza foram 61 minutos em campo, tentou, venceu todas as disputas que teve na partida, pelo chão ou ar, mas não foi tão criativo. Ajudou na vitória de 2×0.

Gabriel Novaes (Bahia) – Foram 61 minutos na vitória de 1×0 sobre o Athlético-PR, lutou bastante, deu um passe decisivo, mas não conseguiu ser decisivo no jogo.

Na derrota de 2×0 para o Sport, o centroavante jogou 32 minutos, entrou no segundo tempo e não conseguiu fazer praticamente nada. Contra o Corinthians não foi opção.

Caso queira autorização para postagem da coluna exclusiva do SPFC 24 Horas, podemos conversar, mas entre em contato conosco.

Fábio Martins

Twitter: @fbiomartins1

Instagram: @fabiomstella

Fábio Martins

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.