#RaioXLibertadores: Club Atlético Rentistas

Rentistas disputa a primeira competição internacional da sua história (Foto: Divulgação)

O São Paulo entra em campo pela segunda rodada da Fase de Grupos da Libertadores na noite desta quinta (29), contra uma equipe modesta que está pela primeira vez na competição, mas que está em um momento de ascensão na sua história que precisa ser evidenciado.

O Club Atlético Rentistas foi fundado no dia 26 de março de 1933, de origem humilde e popular, da região de General Flores, no Centro-Sul de Montevideo.

Na época, um pequeno grupo de amigos da região teve a ideia de criar uma agremiação esportiva para representar aquela área, e para isso, contaram com a ajuda de um influente árbitro do futebol local, chamado Esteban Marino.

Emilio Pronzolino, um dos fundadores, sugeriu o nome de “Rentistas”, e assim, ele foi adotado para a instituição. No começo da sua história, o Rentistas não disputava competições oficiais, apenas amistosos locais. Em 1936, começou a disputar a “Liga Centenario”, torneio da época no futebol uruguaio.

O Rentistas registrou sua filiação na Federação Uruguaia de Futebol em 1947, começando a disputas as divisões inferiores do país. Na primeira temporada, disputou o “Divisional Extra B”, a terceira divisão do país, e ficou em 6º lugar. Porém, na temporada seguinte, conquistou o título do torneio.

Em 2020, o Rentistas surpreendeu o Uruguai. Vindo da Segunda Divisão na temporada anterior, conquistou o Apertura da temporada passada, superando o Nacional em um jogo de desempate. Nas finais do Campeonato Uruguaio, deixou para trás o Liverpool, na ocasião,favorito a conquistar o título nacional. O Rentistas não conseguiu superar o Nacional na decisão, mas conseguiu sua primeira classificação continental na história.

Na Libertadores, um resultado histórico na na estreia. Um empate em casa contra o Racing Club. E agora, entram em campo fora do Uruguai de maneira oficial pela primeira vez, no gramado do Morumbi. Rentistas e São Paulo se enfrentam a partir das 21h30.

Caio Felix
[email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.