O Morumbi pode ser o primeiro estádio na América do Sul a ter refletores com lâmpadas de LED

(Foto: Divulgação)

Nesta semana além da volta do São Paulo no Brasileirão, outro fator importante que acontecerá é a definição de qual empresas irá trocar os refletores do Morumbi. A discussão será feita no conselho do Tricolor e pode ser definida ainda nesta semana, duas empresas concorrem para reforma os refletores do Morumbi, a empresa holandesa Philips e a subsidiária elétrica da sul-coreana Hyundai. A grande favorita é a Hyundai, por inclusive ter recebido visita do diretor-executivo de infraestrutura do Tricolor, no mês passado Eduardo Rebouças Monteiro, visitou a fábrica de lâmpadas de LED da Hyundai, e os materiais da empresa sul-coreana agradaram bastante.

Mesmo que a diretoria feche com alguma das empresas citadas acima, a troca dos refletores só irá acontecer no fim deste ano ou no começo de 2019, essa demora é devido ao tempo que leva para os equipamentos desembarcarem no Brasil. A instalação já é bastante rápida, demora menos de 15 dias.

Uma coisa que o São Paulo exigiu, é que qualquer uma das duas que sair ganhadora da disputa de contrato com tricolor, nacionalize o máximo as peças de reposição ou tenha similares aqui no Brasil tirando as lâmpadas de LED, que só são produzidas no exterior. A fórmula que São Paulo está exigindo e para que não tenha problemas eventuais, trocas de equipamentos.

A reforma dos refletores não custará nada aos cofres do clube, pois Carlos Augusto de Barros Silva, o Leco, busca patrocinadores para arcar com a os gastos da reforma dos novos refletores do Morumbi. Com a nova iluminação que terá a potência máxima permitida nos estádios, o Tricolor e os dirigentes espera ter uma melhor iluminação, tantos nos jogos a tarde, e tantos nos jogos a noite.

Com a reforma dos refletores, o Morumbi será o número um na América do Sul a possuir refletores com lâmpadas de LED, de custo mais barato, o que faria ganhar um ponto a mais na média e não ficar atrás das arenas dos rivais Corinthians e Palmeiras na concorrência por shows.

Matheus Miguel

São-paulino desde que nasci. Comecei a frequentar o Morumbi quando tinha 13 anos de idade. Aos finais de semana vou ao CT de Cotia para ver os novos talentos que vem surgindo no São Paulo. Tenho 16 anos, nasci em São Paulo e resido em Osasco. Amo escrever sobre o São Paulo, e sou Fanático por futebol. Sonho em ser Jornalista Esportivo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.