Com “assistência” de Reinaldo, São Paulo perde para Novorizontino em jogo marcado por erro do VAR

Jessica Santana/Framephoto/Estadão Conteúdo

O São Paulo viajou até Novo Horizonte onde teve pela frente o Novorizontino. Válido pela 4ª rodada do Campeonato Paulista as duas equipes duelaram no Estádio Dr. Jorge Ismael de Biasi. O duelo terminou com a vitória dos donos da casa pelo placar de 2 x 1, entretanto a atuação do VAR foi crucial para que o Novorizontino saísse de campo com os 3 pontos.

1º TEMPO

Logo no primeiro minuto de jogo, após saída de bola errada da defesa tricolor, a bola sobrou para Danielzinho  que da entrada da área bateu para fora. Após isso, o São Paulo começou a se soltar mais em busca do gol, sendo assim, ais 13′, Luciano cabeceou para cima após cruzamento de Igor Vinicius. Na sequência, aos 15′, o lateral cruzou novamente, dessa vez na cabeça de Pablo, porém a bola foi para fora. Por outro lado, o Novorizontino permanecia tentando algo nos contra-ataques, até então sem sucesso.

Já aos 35, Pablo avançou pela esquerda e cruzou rasteiro, a bola atravessou o gol, Luciano até se jogou, porém sem sucesso. Entretanto, a na única chance de gol clara que o time da casa teve a mesma não foi desperdiçada. Dessa forma, aos 46 minutos, Cléo Silva recebeu de Danielzinho e finalizou, no entanto Volpi espalmou. Por fim, na sobra da bola Bruno Alves e Jenison  brigaram pela bola, que sobrou para Cléo, que livre empurrou para o gol vazio. Apesar disso, o gol foi analisado pelo VAR, já que o atacante do Tigre estava possivelmente adiantado. Entretanto o gol foi validado e o time mandante desceu para o vestiário com a vantagem no placar. 

Aturo do gol, Cléo Silva falou ao final do primeiro tempo;

“Fui um lance que finalizei após o toque do Jenison. Na minha opinião não estava impedido. Manter agora para sair com a vitória”

2º TEMPO

Antes de mais nada, Hernan Crespo mudou o time no vestiário, sendo assim, Rojas entrou no lugar de Rodrigo Freitas. Logo aos dois minutos, Daniel Alves cobrou escanteio e Bruno Alves cabeceou, porém a bola explodiu no travessão e saiu. A pressão tricolor permaneceu e não demorou muito para o São Paulo chegar ao empate. Sendo assim, aos 10 minutos, Igor Vinicius cruzou na área, o equatoriano Rojas se antecipou e de peixinho empatou o duelo. Após isso, o time da casa resolveu jogar novamente, sendo assim, aos 21′, Jenison  completou cruzamento na área e de cabeça colocou a bola no canto direito. No entanto, Tiago Volpi fez linda defesa e evitou o segundo gol dos donos da casa.

Aos 30 minutos, Gabriel Sara levanta na área, e na intenção de afastar o perigo, Danielzinho quase marcou contra. Por outro lado, aos 30′, Murilo Rangel arriscou de fora da área, a bola passou rente a trave direita de Volpi e saiu. Cinco minutos depois, Guilherme Queiroz, de fora da área acertou um lindo chute, porém o goleiro tricolor salvou novamente. Entretanto, aos 37′, o lateral Reinaldo recuou errado, sendo assim Guilherme Queiroz dominou, invadiu a área e mandou uma bomba, a bola passou embaixo de Volpi e morreu no fundo do gol.

VAR

Aos 45 minutos, Vitor Bueno levantou na área, Luciano dividiu com o goleiro e os jogadores do São Paulo pediram pênalti. A árbitra do confronto, Edina Alves Batista chegou a parar o jogo, no entanto nada foi marcado. Vale ressaltar que no momento do choque om goleiro adversário deixou a bola e foi de encontro com o corpo de Luciano, deixando claro o pênalti, porém que não foi marcado.

Luciano falou ao final do jogo;

“Difícil falar, porque é complicado. Eu falei para ela que eu não vou deixar de fazer gol para cavar pênalti. O goleiro vem no meu corpo e me derruba. Em vários lances ela complicou o jogo, inverteu falta… Não tenho nada contra ela ou arbitragem, mas a Federação tem que rever os árbitros que colocam para apitar os jogos”

COMO FICA?

O São Paulo perdeu a sua primeira partida na temporada e no Paulistão, mesmo assim o time do Morumbi segue na liderança do grupo B com 7 pontos. Agora o tricolor do Morumbi que retornaria a campo no dia 20, diante do Palmeiras, no Allianz Parque, às 16h30 (horário de Brasília), ainda está em duvida, afinal pelo decreto do governo terá pausa de 15 dias.

MELHORES MOMENTOS

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.