Analise do reforço – Bruno Rodrigues

O primeiro reforço do São Paulo para a temporada de 2021 veio da Ponte Preta, o ponta-esquerda Bruno Rodrigues, e traremos alguns detalhes sobre o atleta que chega para reforçar a equipe comandada por Crespo.

Destaque na base

Com apenas 23 anos, Bruno Rodrigues foi revelado pelo Athlético Paranaense e em 2015 foi o destaque da equipe sub-20 que inclusive perdeu o Brasileirão da categoria em decisão contra o São Paulo. Duas derrotas de 2×0, Bruno foi titular na partida de ida, já no segundo jogo começou na reserva, naquela campanha foram 10 jogos e 5 gols marcados.

Empréstimos sem grande sucesso

Foi ter sua chance no profissional do Athlético Paranaense somente em 2017, fez três partidas no Paranaense, mas em seguida foi emprestado para o Joinville, onde atuou durante a Série C daquele ano. Foram 21 jogos e 2 gols, a equipe ficou próxima da classificação para a próxima fase. No mesmo ano voltou ao CAP e fez três jogos no sub-23.

CONFIRA ⇒ Análise completa do Crespo

Na temporada seguinte, em 2018, foi emprestado para o Doxa, clube do Chipre, por lá foram cerca de seis meses, 13 jogos, sem sucesso, foi titular apenas 5 vezes, e acabou retornando para o Athlético Paranaense mais uma vez, e foi aproveitado novamente na equipe de Aspirantes, famoso sub-23, inclusive jogou as duas vezes contra o São Paulo naquele torneio, derrota em ambas.

Carreira começa a decolar

A carreira do ponta parecia não decolar, começou o Paranaense na equipe alternativa do Athlético Paranaense, fez 8 jogos e um gol, era apenas opção da equipe que acabou campeã daquele ano. Para a Série B foi emprestado para o rival, Paraná, e atuou em 30 jogos, marcou 3 gols, e as coisas começavam a melhorar na carreira do habilidoso ponta.

Sem vinculo com o Athlético Paranaense, agora com a Tombense, clube de Eduardo Uram, o ponta-esquerda não atuou no clube mineiro e foi repassado para a Ponte Preta em 2020.

Temporada de destaque

Em 2020, atuando pela Ponte Preta, Bruno Rodrigues com apenas 22 anos, não começou tão bem no time que estava bagunçado no início do Paulistão e corria riscos de queda para a A-2. Marcou gol contra a Inter de Limeira, atuou na vitória contra o Corinthians e derrota para o São Paulo, mas ainda não tão ativo no 1×1.

Foi reserva no clássico contra o Guarani, último jogo antes da pausa para a pandemia. Pois bem, veio a pandemia, meses sem jogo, e no retorno, Bruno Rodrigues ressurgiu de vez. Marcou nas vitórias contra Novorizontino e Mirassol, seu time de rebaixado foi para classificado. Nas quartas enfrentando o Santos de Marinho, começou perdendo, mas Bruno empatou e teve grande destaque naquela virada de 3×1.

Na semifinal teve boa atuação contra o Palmeiras, mas o time não venceu. Pois em alta, veio a Série B, marcou gol no empate contra o Brasil de Pelotas na segunda rodada. Foram 29 jogos, 7 gols marcados e 7 assistências durante a campanha do time que brigou para subir, mas ficou mesmo na B. Cinco gols marcados na reta final da competição.

Mesmo com a campanha decepcionante da Ponte na B, Bruno Rodrigues foi considerado um ‘oásis’, brigava pelas bolas, batia falta, muito bem nos dribles – um dos maiores dribladores da Série B – e foi o sexto jogador que mais finalizou a gol, média de duas por partida. Além disso, o maior assistência da competição com 7 passes para gol, ou seja, grande destaque.

Ponto forte

É um jogador driblador, gosta do 1×1, atua mais pelo lado esquerdo e cortando para o meio. Na Série B mostrou ter evoluído na finalização e passe para gol, o que antes sofria um pouco.

Na Ponte Preta demonstrou um lado brigador, não tinha bola perdida, e acabou decidindo partidas desde o Paulistão até a Série B, o que é um sinal interessante para termos esperança no atleta.

Ponto fraco

O lado ruim é que temos apenas uma passagem de destaque para nos basear, que foi na Ponte Preta, e é um atleta muito jovem, mesmo com mais de 4 clubes na carreira. É uma aposta, mas diria que muito interessante!

Caso tenha alguma correção ou queira acrescentar algo, fiquem a vontade nos comentários

Fábio Martins

Fábio Martins

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.