Análise do adversário – Atlético-PR – 30ª rodada

(Foto: Heuler Andrey/AFP)

Pela quarta vez em 2018, São Paulo e Atlético Paranaense irão se enfrentar, desta vez o jogo será válido pelo segundo turno do Brasileirão 2018 e ocorrerá no Estádio do Morumbi.

Nos outros três duelos, o Atlético-PR era comandado por Fernando Diniz, em dois deles foi na quarta fase da Copa do Brasil, na qual o primeiro ficou 2 a 1 para os paranaense, a volta 2 a 2 no Morumbi, melhor para a equipe atleticana, depois o reencontro no primeiro turno do Brasileirão e vitória de 1 a 0 do São Paulo em plena Arena da Baixada, quebrando assim um tabu histórico. A demissão do Fernando Diniz foi uma rodada depois da derrota para o São Paulo, a equipe perdeu de 2 a 0 para o Botafogo, fora de casa, e o time foi para a pausa da Copa do Mundo, Diniz era o técnico, mas no retorno aos trabalhos, decidiram demiti-lo.

O Atlético Paranaense mudou o técnico após Fernando Diniz ter uma sequência muito ruim, assumiu Tiago Nunes, de apenas 38 anos, que já vinha trabalhando no clube, inclusive treinava a equipe durante o Estadual, naquela equipe alternativa, e foi campeão Paranaense, foram 16 partidas, 10 vitórias, 5 empates e apenas uma derrota, 26 gols marcados e 5 sofridos, campanha impecável, isso com um time bem modificado.

Tiago Nunes começou empatando com Cruzeiro pela Copa do Brasil e Inter, depois perdeu para o Cruzeiro no Brasileirão, dai engatou uma ótima sequência, começando na vitória contra o Peñarol na Sul-Americana, e só parando na 23ª rodada contra o Palmeiras, neste período foram 9 jogos, 7 vitórias e 2 empates apenas, superou Peñarol (duas vezes), Vitória, Flamengo, Grêmio, Vasco e Bahia, todos em casa, empatou os jogos fora contra Ceará e Corinthians.

CONFIRA ⇒ O pré-jogo de São Paulo e Atlético-PR válido pela 30ª rodada

Depois veio o trauma dos jogos fora de casa, três derrotas seguidas em três jogos consecutivos fora de casa, Palmeiras, Atlético-MG e Chapecoense, ligando novamente o sinal de alerta do clube, e do jovem técnico da equipe. Mas venceu Fluminense e Paraná em casa, garantiu classificação na Sul-Americana com duas vitórias sobre o Caracas, fechando com duas goleadas de 4 a 0 nas últimas rodadas, contra Sport e América Mineiro, ambos também em casa.

Foram 40 jogos comandados por Tiago Nunes, 24 vitórias, 10 empates e 6 derrotas, 68% de aproveitamento no comando do clube paranaense, lembrando que está contando o Estadual de 2018 que foi ele o responsável pelo time, enquanto Fernando Diniz trabalhava com os profissionais em uma longa pré-temporada.

Em 2018 foram 59 jogos do Atlético Paranaense, 28 vitórias, 16 empates e 15 derrotas, foram 93 gols marcados e 49 sofridos.

No primeiro turno, o Atlético-PR de Fernando Diniz foi escalado no 3-5-2 com: Santos, Wanderson, Thiago Heleno e Bruno Guimarães; Marcinho, Lucho González, Camacho, Raphael Veiga e Carleto; Bergson e Pablo.

Com Tiago Nunes as coisas mudaram, focou no tradicional, 4-2-3-1: Santos; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno (Léo Pereira), Renan Lodi; Bruno Guimarães, Lucho González e Raphael Veiga; Marcelo Cirino, Nikão e Pablo.

Vale ressaltar o reforço do Marcelo Cirino para o setor ofensivo, atleta revelado pelo clube que retornou e tem sido importante, inclusive o 4-2-3-1 vira 4-4-2 na hora de marcar, Cirino e Nikão ajudam bastante na recomposição das linhas.

O estilo de jogo também é diferente, o Atlético Paranaense ataca intensamente, isso em casa, pois fora não tem conseguido implantar esse jogo, outro fator é que não troca mais tantos passes na defesa, e muito menos com o goleiro, o que era muito comum com Fernando Diniz, que inclusive gerou o pênalti são-paulino na partida do primeiro turno, mesmo que ainda seja a equipe com mais percentual de troca de passes no Brasileirão deste ano.

RELEMBRE ⇒ A análise do Atlético-PR na 11ª rodada do primeiro turno

O artilheiro do Atlético Paranaense em 2018 é o atacante Pablo, foram 14 gols marcados, está vivendo uma boa fase após um período ruim na temporada, em seguida vem Éderson que já deixou o clube, com 10, depois Raphael Veiga com 8, Guilherme 6, e por fim empatados Nikão e Marcelo Cirino com 5 gols marcados. O lateral Renan Lodi é o líder de assistências com 7, em seguida o lateral-direito Jonathan e o atacante Pablo empatados com 6 assistências cada, já Raphael Veiga e Nikão ficam com 5 cada.

Ponto forte

Momento, o time vive uma ótima fase, são 6 vitórias em 7 partidas, 3 jogos invictos, marcou oitos gols nos últimos dois jogos e não sofreu nenhum, ambos foram em casa, mas mostra a força do momento, a organização do time, e é nisso que o técnico Tiago Nunes aposta para surpreender o São Paulo.

Ponto fraco

Postura fora de casa, é a terceira pior campanha como visitante do Brasileirão 2018, foram 5 empates e 9 derrotas, apenas 4 gols marcados e 18 sofridos, o time tem problemas na criatividade, ataca com poucos jogadores e não chega com força na área do adversário.

Fique de olho

Pablo, cumpriu suspensão na última rodada, e volta com sangue renovado para encarar o São Paulo, o centroavante tem feito a diferença para o Atlético, é o jogador mais decisivo por lá, a fase é boa, suas finalizações tão sendo precisas. Outro atleta importante para ficar atento é o meia Raphael Veiga, tem inteligência e boa movimentação.

CONFIRA TAMBÉM ⇒ Detalhes sobre o árbitro do jogo entre São Paulo e Atlético-PR

Curiosidade

O São Paulo venceu o Atlético-PR na Arena da Baixada, Aguirre soube jogar contra o estilo de jogo do Fernando Diniz, ao menos no Brasileirão, já que na Copa do Brasil sofremos… Agora o desafio é outro!

Reencontro

O volante Wellington e o atacante Marcinho reencontrarão o São Paulo…

Tem alguma informação ou correção? Pode subir nos comentários, agradecemos!

Abraços

Fábio Martins

Fábio Martins

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.