Análise de reforço – Éder

(Foto: @SaoPaulofc)

Fala Nação Tricolor, tudo em cima?

Éder é o mais novo reforço Tricolor para o elenco de Hernán Crespo. O atacante Ítalo-brasileiro finalmente foi anunciado no perfil do clube no Twitter. Éder estava na China no Jiangsun Suning junto com Miranda que retornou ao São Paulo recentemente.

Além da passagem pela China, Éder escreveu sua história no futebol jogando no campeonato Italiano. Chegou a seleção nacional e disputou a Euro 2016. Na Itália teve seu principal momento na Sampdória e depois foi para a Inter, onde chegou à seleção nacional. Ainda passou por Empoli, Frosinone, Brescia e Cesena. Começou sua carreira no Criciúma em 2004 antes de ir para a Itália.

Na China ficou três temporadas, entre 2018 e 2020 marcando 32 gols e 15 assistências em 61 jogos. A idade e o tempo na China podem pesar, são 34 anos de idade com 3 anos no futebol chinês, porém o futebol não é uma exatidão. Seus números inclusive são melhores do que os de Hulk nesses mesmos três anos.  O atacante do Galo marcou 30 gols e deu 11 assistências.

 A princípio, Éder vem para somar e muito, ele chega sem custos de transação. Apenas com pagamento de salário e luvas, que segundo o jornalista Bruno Andrade do UOL, giram em torno de 600 mil e 1 milhão respectivamente e com um contrato de dois anos de duração. É fato de que não é totalmente um jogador barato. Contudo, é bom lembrar que jogador bom não é barato e traz títulos Novamente comparando com Hulk, Éder vem ganhando quase três vezes menos que o atacante da seleção que custará 1,4 milhão por mês aos cofres do galo

Um atacante versátil que pode atuar tanto como um centroavante de fato, como um falso 9, ou até mesmo caindo pela esquerda. Ele pode se encaixar muito bem no esquema de Crespo, fazendo a dupla com Luciano, ou até mesmo com Pablo quando for necessário.

Pontos Fortes

Versatilidade e experiência.

Pontos Fracos

Tempo no futebol chinês. Nas últimas temporadas, os jogadores que chegam do futebol Chinês não tem rendido como o esperado. Exemplos são Hernanes e Pato no São Paulo e Ricardo Goulart e Ramires no outro lado do muro, no Palmeiras.

Curiosidade

Éder marcou o gol da vitória da Itália contra a Suécia na Euro de 2016.

Gustavo Dervelan

Gustavo Dervelan

20 anos, Paulistano e são-paulino de berço! Estudante de Jornalismo na Universidade São Judas Tadeu. Apaixonado por esportes Brasil a fora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.