Alô, Daniel?!

Salve, nação Tricolor!

Foto: istoe.com.br

Repercutiu bastante nesses últimos dois dias um stories postado em sua rede social por Daniel Alves  numa roda de pagode entre amigos, onde o jogador aparece tocando um instrumento de percussão com o seu braço recém operado, isso causou revolta em grande parte da torcida na internet que questionou a atitude do camisa 10 Tricolor, dizendo que se o mesmo estava “batucando” consequentemente poderia jogar nesta terça-feira contra a LDU no Equador, jogo que é tido como de vida ou morte pro São Paulo em seu grupo, uma derrota complicaria demais a situação do time, tornando praticamente impossível uma classificação.

O diretor de futebol do São Paulo, Raí, teria ligado para o meia, porém a conversa não seria uma cobrança e sim uma preocupação do dirigente em relação à exposição do atleta nesta época de pandemia, uma vez que poderia contrair a doença e passar para os outros jogadores do elenco.

Caso semelhante ao do zagueiro Arboleda, que no clássico contra o Corinthians onde o São Paulo venceu por 2×1 no Morumbi, foi poupado devido à um desgaste muscular, porém vazou um vídeo onde o jogador estaria em uma festa na sua casa, dançando e também com alguns convidados, o zagueiro não foi cobrado exatamente por conta do desgaste e por estar dançando, mas sim por estar exposto e rodeado de outras pessoas, o que gera a aglomeração.

No Caso de Daniel, para a diretoria o fato do meia ter aparecido tocando um instrumento, não se compara à uma exposição ao jogo de futebol onde o contato seria maior, o risco de uma possível queda e agravamento da fratura ocasionando uma nova cirurgia e etc. Sabe-se que Daniel tem treinado com bola já usando uma proteção no braço durante os treinamentos, sabe-se também que tem cumprido o cronograma de recuperação quanto à horários e tudo mais no CT do São Paulo. Torcemos pela rápida recuperação do nosso camisa 10 e esperamos contar com ele de volta o mais breve possível em campo, pois sabemos da sua importância.

Abraços!

Luan Morais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.