Aguirre exalta Shaylon, não comemora sequência invicta, mas elogia: “Valorizo o espírito do time que nunca deixou de lutar”

(Foto: Reprodução | Esporte Interativo)

Após o empate em 2 a 2 com o Bahia na Fonte Nova, o técnico Diego Aguirre conversou com a imprensa ainda no Estádio baiano e falou sobre a partida, também falou bastante sobre o momento invicto do time.

Resultado

“Nós tivemos momentos bons, cometemos alguns erros nos dois gols, assim como o jogo contra o Fluminense que estava praticamente ganho, tomamos um gol no último minuto, hoje nós fizemos. Valorizo o espírito do time que nunca deixou de lutar, e tentamos reverter a situação, foi um empate valioso, não gosto de comemorar empate, mas quando acontece no último minuto temos que valorizar.”

Gols sofridos

Em dois gols sofridos em ‘apagões’ do São Paulo, o técnico são-paulino relatou: “Foram mais erros nosso que virtude do Bahia, eles jogaram bem, talvez mereceram outras situações, mas os gols foram erros nosso, são coisas que temos que melhorar.”

Shaylon

Um pouco sem espaço recentemente, Aguirre fez questão de elogiar o jovem meia: “Temos que valorizar o menino Shaylon, pois ele marcou o gol de empate. Acabou o jogo, fui para o campo e falei ‘Você merece’, é um menino espetacular, como trabalha, desde o primeiro dia em silêncio, profissional excelente, falo muito de oportunidade e ele pegou essa oportunidade, falou ‘Aqui Estou’, somamos mais um jogador, fico feliz por ele.”

Chance

Negando que ele tenha sido fundamental ao colocar Shaylon em campo, e em sequência o treinador falou sobre a oportunidade aos jovens meias: “Faz tempo que quero dar oportunidade aos meninos, mas às vezes quando você tem um elenco com muitos jogadores, não consegue encontrar um lugar, agora se abriram possibilidades, jogadores machucados, que viajou, foi isso, mas mérito 100% dele, ele conseguiu isso pois trabalhou muito.”

Se tivesse disponível, Cueva deveria ser a opção na reserva ao invés do Shaylon e Aguirre falou sobre a chance de perder o Shaylon: “Eu falei que essa oportunidade às vezes chegam quando um jogador sai, viaja ou machuca, futebol é assim, hoje apareceu espaço para Shaylon com a saída de Cueva para a seleção, e ele aproveitou. Me falaram várias vezes do Shaylon sair, mas eu falei não, ele vai ficar, trabalha bem, vai ter sua chance e ajudar o time, em nenhum momento cogitei que o Shaylon que poderia ser emprestado, muitos times perguntaram por ele.”

Trabalho ofensivo

“Por um momento sim, no primeiro tempo sobretudo, nosso melhor quando encontramos o empate, parecia que íamos controlar o jogo, mas não aconteceu, Bahia joga bem, é intenso, contra-ataca, pressiona, especialmente jogando aqui, é forte. Temos que ver que sempre tem um rival na frente que às vezes não deixa fazer um jogo como imaginávamos.”

Momento

Com oito jogo sem perder, mas com poucas vitórias no período, o técnico uruguaio falou: “É estranho, por um lado tem o valor de não perder, por outro não estou contente, pois não perdemos, mas não ganhamos. Então é uma situação que temos que seguir trabalhando, precisamos tentar ganhar o próximo jogo. O Campeonato Brasileiro deve ser o mais difícil do mundo, os vinte times, todos jogam bem, são muito forte, e hoje estamos em uma posição que parece longe, mas estamos três pontos do líder.”

Invicto

“É bom, não ter perdido, mas estou esperando ganhar fora de casa, não é para comemorar, é algo que está acontecendo, quero que o São Paulo não só fique invicto, que esteja invicto e nas primeiras posições, ainda isso não está acontecendo.”

A coletiva do Aguirre:

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.