Notas – Bahia 2 x 2 São Paulo

Bom dia, boa tarde e boa noite Nação Tricolor.

(Foto: @saopaulofc)

Neste domingo (13), o São Paulo foi até a Fonte Nova encarar o Bahia na 5ª rodada do Brasileirão 2018 e conseguiu empate no apagar das luzes, 2 a 2.

A partida começou ruim para o São Paulo, aos 9′ Hudson cometeu pênalti infantil, e o Bahia abriu o placar na cobrança. Aos 16′ foi a vez dos mandantes mandarem uma bola na trave, e a resposta foi em seguida, aos 19′ Lucas Fernandes deu boa arrancada pelo meio, deixou Nene na cara do gol, mas o camisa 7 não conseguiu fazer o gol. Com 26′ Sidão fez uma boa defesa após finalização de fora da área. Em seguida, aos 30′, Nene deu belo lançamento para Tréllez que marcou belo gol em finalização de primeira, 1 a 1. Já no fim da primeira etapa, aos 38′, em um lançamento do adversário, a bola ficou viva, Jucilei vacilou, adversário tentou drible, a zaga cortou, mas a bola sobrou para Edigar Junio que chutou, desviou no Bruno Alves e fez, 2 a 1.

Logo no começo da etapa complementar, Lucas Fernandes assustou em finalização de fora da área, tirou tinta da trave. A partida seguia lá e cá, o Bahia aproveitando os espaços deixados pelo São Paulo que buscava o ataque. Aos 43′ o atacante adversário saiu na cara do Sidão, mas o goleiro são-paulino fechou o ângulo e fez boa defesa, um pouco depois aos 47′, Shaylon arriscou de fora da área e marcou um golaço, empatando o jogo já na reta final, 2 a 2.

Notas –

Sidão – Ficou próximo de defender o pênalti e o segundo gol na qual desviou, atrapalhando o movimento, mas depois fez duas ótimas defesas, a segunda aos 43′ foi fundamental. 7.0

Militão – Voltou fora do ritmo que vinha jogando, não manteve a mesma qualidade, e acabou sentindo fisicamente no segundo tempo. 5.5

Arboleda – No geral teve uma boa atuação, ganhando as jogadas, chamando o time para entrar no jogo. 6.5

Bruno Alves – Um pouco aquém do companheiro, pois participou do segundo gol sofrido e deu espaço em alguns lances, mas em outros foi firme. 5.5

Reinaldo – Má partida do lateral são-paulino, errou quase tudo que tentou. 4.0

Jucilei – De maneira geral teve um bom posicionamento, ganhou diversas bolas no meio, porém teve algumas jogadas no meio de campo que vacilou, em uma delas Sidão salvou. 6.0

Hudson – Primeiro tempo pífio, sempre correndo atrás do adversário, posicionamento ruim, nisso cometeu um pênalti infantil com 9′ de jogo, no restante da primeira etapa manteve a atuação ruim, pesado, no segundo tempo melhorou um pouco, ganhou jogadas, mas muito aquém. 3.5

Nene – Distribuiu bons passes, principalmente no lance do gol que achou Tréllez livre, ótima jogada, mas foi parado com falta em vários momentos e não conseguiu desempenhar o seu jogo. 6.5

Lucas Fernandes – O jovem meio-campista teve uma atuação razoável, participou de lances perigosos ofensivamente, no geral podia participar um pouco mais. 6.0

Éverton – Honrou o apelido de ‘motorzinho’, correu o tempo inteiro, deu opção, mas faltou mais capricho na finalização das jogadas, no caso cruzamentos e passes. 5.0

Tréllez – Isolado na frente, o atacante brigou demais, irritou os adversários, na única chance que teve, marcou o seu gol. 7.0

Régis – Lateral entrou participativo no jogo, toda hora buscando jogadas pelo lado, mas não conseguiu concluir os lances e por entrar ofensivo, deixou espaços na defesa. 5.5

Valdívia – Não entrou bem na partida, depois da lesão está estranho, fraco fisicamente… 4.0

Shaylon – Com pouco mais de 10 minutos em campo, o meia buscou jogo na defesa, deu passes rápidos e marcou um golaço que empatou o jogo no final, aproveitou sua chance. 7.0

Aguirre – Escalou a equipe como a maioria pedia, apenas dois volantes, com dois meias, um time mais ofensivo, e foi visto isso em campo, a equipe jogou de igual para igual, mas em determinados momentos os apagões defensivos e a falta de jogadas prejudicou o desempenho do time, precisa trabalhar mais a equipe taticamente. 6.0

Nota geral – O desempenho são-paulino foi razoável, ficou devendo em alguns aspectos técnicos e táticos, mas também demonstrou que não se abala com o resultado contrário, manteve a postura e buscou o empate em duas oportunidades. 6.0

Bola cheia –

Defesa aos 43′ – Muito criticado, Sidão novamente teve um papel importante no resultado, a defesa aos 43 minutos do segundo tempo foi crucial, cresceu em cima do adversário que finalizou em cima dele.

Shaylon – Teve pouco tempo em campo, após tempão sem jogar, até mesmo sem ser opção na reserva, mas teve personalidade, entrou participativo e marcou um belo gol, o de empate!

Resultado – Se contra o Fluminense foi quase uma derrota por sofrer no final, contra o Bahia, adversário encardido que não perde há mais de 10 jogos em casa, ainda mais empatar no fim da partida, teve sabor de vitória.

Bola murcha –

Hudson – A síndrome do segundo volante? Foi no estilo Petros, pouco marcou e não atacou, além disso cometeu um pênalti infantil no começo do jogo, não aproveitou sua chance.

Reinaldo – Foi mal, errou quase todas as jogadas na partida, inclusive as simples.

Apagões – Tanto no lance do Hudson no primeiro gol, como o apagão defensivo no segundo gol que teve envolvimento do Jucilei, Reinaldo e Bruno Alves, o time muitas vezes dá espaços com facilidade, sorte que o Sidão defendeu duas, uma foi na trave e em outra oportunidade mandaram para fora, precisa ser mais ligado durante os 90 minutos!

Abraços

Fábio Martins

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.