Segundo Globoesporte, São Paulo decidiu rescindir contrato com Jean

Foto: ROBERTO VAZQUEZ/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Após Jean ser preso acusado de agredir a mulher nos Estados Unidos, o São Paulo decidiu rescindir o contrato com o próprio segundo informação do GloboEsporte.

Jean, 24 anos, atuou apenas um jogo durante 2019, e tinha feito outros 18 jogos em 2018, e tinha contrato até o fim de 2022.

Nesta manhã de quarta-feira, 18 de dezembro de 2019, Jean com sua esposa e filhas, curtia as férias em Orlando nos Estados Unidos, mas às 5 da manhã, a esposa, Milena Bemfica apareceu nos stories do seu Instagram, denunciando uma agressão do marido, Jean.

Horas depois, Jean foi preso pela polícia dos Estados Unidos, ambos fizeram o boletim de ocorrência, e o goleiro segue detido. O São Paulo soltou nota oficial pela manhã, onde informou que aguardaria apuração dos fatos para tomar uma decisão sobre o futuro, mas deixou claro sobre a conduta!

A tradução do documento feita pelo GloboEsporte:

Em 18 de dezembro de 2019, aproximadamente às 4h35, eu, Xerife Adjunto Edgar Castillo fui acionado por causa de um caso de violência doméstica. Eu encontrei com (…) e Jean Fernandes. Jean foi considerado o agressor e preso por violência doméstica.

Então eu falei com (…), que me disse tanto verbalmente quanto num testemunho escrito, sob juramento. (…) disse que ela e Jean estavam discutindo no quarto e ela estava tentando acalmar Jean porque (…). Eles foram ao banheiro discutir, mas (…) quis ir para a cama. Quando (…) foi para cama, Jean a seguiu e a empurrou na direção da cama. Ele então subiu nela e deu três socos no rosto dela. (…) Me disse que ela pegou a chapinha e acertou Jean na cabeça como autodefesa. A chapinha quebrou quando acertou a cabeça de Jean. Os dois ficaram de pé, e Jean continuava sendo agressivo com ela. Jean então partiu para cima dela de novo, então ela arremessou a chapinha nele, acertando-o na perna e cortando-a.

(…) recebeu atenção médica no local, e Jean foi levado ao Dr. Phillips hospital para ter seus ferimentos tratados. Baseado na minha investigação, além de depoimentos e observações na cena, estabeleci como provável acreditar que Jean foi o agressor primário no incidente e intencionalmente causou ferimentos no corpo de (…). Porque Jean e (…) constitui violência doméstica. Além disso, os ferimentos que Jean recebeu foram de (…) agindo em autodefesa, e a ela não foi imputado nenhum crime. Jean foi transportado para a Prisão de Orange County sem incidentes. Ele não quis notificar o Consulado Brasileiro.”

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: