São Paulo já salvou rival de rebaixamento, mas também já ‘prejudicou’ no Estadual…

O São Paulo já teve outros dois momentos que teve o destino do rival Corinthians em suas mãos no Campeonato Paulista. O primeiro é uma história antiga que envolve o quase rebaixamento do clube corintiano para a segunda divisão do Paulistão, e o segundo assemelha-se com a situação atual. E o segundo ocorreu em 2014,

Caso de 2004

Grafite foi ‘criticado’ pelos gols. (Reprodução)

Em 2004, o Corinthians que em começo de parceria com a MSI, estava em péssima fase, cambaleando ainda, e tinha apenas 8 pontos em 9 jogos, 2 vitórias, 2 empates e 4 derrotas na competição, enfrentaria a Portuguesa Santista no Pacaembu, enquanto o São Paulo que era o líder absoluto com 22 pontos, 7 vitórias em 8 jogos, e um empate, enfrentaria o lanterna Juventus da Mooca, que perdeu 6 jogos naquele momento e apenas 2 vitórias, 6 pontos.

Apesar desta situação, por incrível que pareça o clima não era tanto de Corinthians rebaixado antes do jogo, pois o Corinthians dependia dele, mas perdeu um jogo atípico em casa para a Portuguesa Santista, e o São Paulo, com Grafite, jogava com um time misto no Anaclato Campanella em São Caetano…

Rubens Cavallari/Folha Imagem

Os são-paulinos em São Caetano souberam que o rival estava perdendo e começaram pedir para o time entregar o jogo, pois bem, Grafite já tinha feito dois gols (e até hoje tem torcedor com raiva disso), o placar apontava 2 a 0 para o Tricolor, o Juventus ainda diminuiu com Terrão aos 13 minutos do segundo tempo, o Tricolor diminuiu ritmo, Luís Fabiano parecia estar ouvindo os pedidos do torcedor, porém não adiantou…

JUVENTUS
Willians (Fernando); Itabuna, Ivan, Fábio Lima (Elisandro) e Luís Henrique; Edmílson, Daniel, Serginho e Terrão (Joílson); Wellington Paulista e Valdo
Técnico: Roberto Brida

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Gabriel, Rodrigo, Lugano e Fábio Santos; Adriano, Souza (Danilo) e Marquinhos; Grafite (Diego Tardelli), Luís Fabiano e Jean
Técnico: Cuca

Local: estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul
Árbitro: Sálvio Espínola Fagundes Filho
Cartões amarelos: Fábio Santos (S)
Cartão vermelho:
Gols: Grafite, aos 32min e aos 43min do primeiro tempo; Terrão, aos 13min do segundo tempo

Caso 2014

São Paulo joga mal e perde para Ituano por 1 x 0 | VEJA
Luis Fabiano esteve nos dois casos (Foto: Léo Pinheiro/Futura Press/VEJA)

Em 2014, teve uma situação semelhante a 2020, já no formato atual, quatro grupos, os times não enfrentam equipes do próprio grupo, portanto atrapalha em um duelo direto para uma classificação… O Corinthians esteve no grupo com Botafogo-SP, Ituano e Audax, esses três fizeram excelente campanha neste ano.

O líder Botafogo-SP fez 28 pontos, o Ituano também, porém na penúltima rodada, ainda estava indefinido. O Ituano foi para o Morumbi, enquanto o Corinthians perdeu para a Penapolense na rodada, portanto o time de Itu vencendo já tirava as chances da equipe corintiana seguir na competição.

Pois bem, o Ituano veio para o Morumbi, a torcida do São Paulo, que já estava classificado, pedia para entregar em uma tarde morta no Morumbi – o colunista que vos fala esteve presente –  pois o São Paulo realmente perdeu aquele jogo para o bom time do Ituano que depois viria a ser campeão naquele ano…

Pós-jogo, o técnico do Corinthians, Mano Menezes ficou irritado e falou: “Cada um sabe a consciência que coloca no travesseiro para dormir. Os deuses do futebol estão lá em cima e sabem bem conduzir o comportamento de cada um quando a bola rolar lá na frente. Vamos esperar o que os deuses vão fazer”.

Enquanto o destaque são-paulino, atacante Osvaldo, comentou para o SporTV: “De maneira nenhuma a gente entrou de corpo mole e quis ver o Corinthians prejudicado”.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 0 X 1 ITUANO

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)

Data: 16 de março de 2014, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Cássio Luiz Zancopé Assistentes: Leonardo Schiavo Pedalini e Maria Eliza Barbosa

Cartões amarelos: Osvaldo, Luis Fabiano, Antônio Carlos (São Paulo). Jackson Caucaia, Cristian (Ituano)

Cartão vermelho: Ganso (São Paulo) Público: 15.171 pagantes Renda: R$ 225.715,00 GOL:ITUANO: Esquerdinha, aos 13 minutos do primeiro tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Luis Ricardo (Ewandro), Antônio Carlos, Edson Silva (Lucas Evangelista) e Álvaro Pereira; Wellington, Rodrigo Caio e Ganso; Osvaldo, Luis Fabiano e Ademilson Técnico: Muricy Ramalho.

ITUANO: Vagner; Dick, Alemão, Anderson Salles e Dener; Josa, Jackson Caucaia, Paulinho (Marcelinho) e Cristian (Gercimar); Esquerdinha (Marcinho) e Rafael Silva Técnico: Doriva

Cenário de 2020

Em 2020, o cenário é que o São Paulo já está classificado no seu grupo, pode ainda perder a liderança para o Mirassol, porém só perderia o mando de campo nas quartas de final, o que nem tem feito diferença, afinal os jogos tem sido em ‘campos neutros’.

CONFIRA ⇒ Clima de majestoso para um São Paulo x Guarani; debates geram polêmicas nas redes

O Guarani que é o segundo colocado do grupo D, do Corinthians, está com 16 pontos, enquanto o Corinthians tem 14 pontos. Se Guarani empatar, chega a 17 pontos, e o Corinthians precisa tirar o saldo fazendo dois gols no Oeste que luta contra o rebaixamento. Caso o Guarani vença, o Corinthians está eliminado…

E aí, o que acontecerá?

Facebook: @SPFC24Horas.com.br | Instagram: @spfc24horas | Twitter: @spfc24horas_

Abraços

Fábio Martins (@fbiomartins1)

Fábio Martins

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.