São Paulo faz acordo com TJD e livra Calleri de gancho após polêmica

 

Calleri marcou três gols na última partida contra o Athletico-PR, pelo Brasileirão. Foto: Reprodução

Após o Choque-Rei que definiu o Paulistão 2022, Jonathan Calleri virou os holofotes para si quando deu um tapa no celular de um garoto que estava filmando sua família na saída do Allianz Parque. O garoto, que é atleta das categorias de base do Palmeiras, recebeu um novo celular das mãos da presidente do Palmeiras, Leila Pereira, e um pedido singelo de desculpas do centroavante do São Paulo, mas a história não acabou por ai.

O caso foi a denunciado ao TJD confira detalhes na última semana, mas o São Paulo firmou um acordo com a procuradoria, visando evitar uma suspensão para o atleta após o incidente. Conforme combinado, o clube pagará uma multa de R$30 mil, sendo R$20 mil direcionados a uma instituição de caridade ainda a ser definida e R$10 mil ao TJD. R$3 mil reais, o valor do aparelho, também será direcionado a uma organização de caridade.

Calleri, mesmo com o acordo, também não escapou: O centroavante terá de gravar um vídeo de retratação pelo episódio ocorrido após a final.

Após a goleada de 4×0 na estreia do Brasileirão, o argentino em entrevista desabafou referente ao caso e novamente pediu desculpas:

Repito pela décima vez: Desculpa. Meu estafe entrou em contato com ele, com a família. Eu me ofereci para dar um celular para ele, falaram que estava tudo bem, a presidente do Palmeiras deu, mas eu queria dar. Acho que é uma discussão que não tem mais o que falar, só pedir desculpas.

O São Paulo volta a campo na quinta-feira (14), contra o Everton (CHI), no Morumbi, às 19:15 pela Conmebol Sudamericana, sem Calleri, mas possivelmente por opção do técnico Rogério Ceni.

Leia mais: https://spfc24horas.com.br/botafogo-acerta-a-compra-definitiva-de-tche-tche/

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.