Pós Choque-Rei, Calleri tem julgamento marcado; Presidente do TJD diz que não vai ‘nem julgar’ Danilo

Calleri ganhou três prêmios pela suas atuações no Paulistão 2022: Craque da Galera, gol mais bonito e melhor atacante. (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

 

A final do Paulistão 2022 ainda não acabou, pelo menos não fora dos gramados

Danilo, do Palmeiras, e Calleri, do São Paulo, se envolveram em polêmicas fora do campo após a final do último domingo (03). Começando pelo lado palmeirense, o meio campista fez uma live comemorando o vigésimo quarto titulo estadual do time que defende quando se referiu ao São Paulo como “bambis”, termo homofóbico.

Os cara tá cagado. Os bambi tá cagado – Disse Danilo

Danilo, via Instagram, se desculpou pelo termo homofóbico, entretanto, segundo o Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), o artigo 243-G prevê uma punição de cinco a dez jogos, além de multa para aquele que “praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”.

Em entrevista à ESPN, Delegado Olim, presidente do TJD, informou que não irá julgar o atleta pelo ocorrido:

Isso nem vou julgar. Esquece. Não vamos fazer nada. Não vou mover uma palha. Falou nas mídias sociais. TJD não tem nada a ver. Não sou ninguém para controlar rede social de jogador de futebol

Já sobre Calleri, o centroavante do São Paulo deu um tapa no celular de um atleta das categorias de base do Palmeiras na saída do Allianz Parque logo após a derrota do time. O caso foi gravado por outra pessoa que estava próxima do adolescente e o vídeo repercutiu de forma negativa nas redes sociais.

Calleri, assim como Danilo, também se desculpou em seu Instagram e se colocou a disposição para pagar o conserto do celular do garoto. Entretanto, Leila Pereira, presidente do Palmeiras, veio as redes sociais anunciar que comprou um novo aparelho para o atleta das categorias de base da Academia.

Diferente de Danilo, Calleri irá a julgamento pelo TJD após denúncia enviada no dia 06/04 pelo artigo 258 “Assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código”.

O julgamento do camisa 9 acontecerá na próxima terça-feira (12). Caso confirmado, Calleri pode perder até 6 jogos da próxima edição do Campeonato Paulista.

Leia mais: https://spfc24horas.com.br/tricolores-pelo-mundo-ex-sao-paulo-em-alta-na-mls-e-argentinos-fazendo-gols/

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.