São Paulo enfrenta o Minas nesta quarta pelo segundo jogo da série semifinal

(Foto: Reprodução/LNB)

Após vencer com extrema autoridade o primeiro jogo da série semifnal, o São Paulo enfrenta novamente nesta quarta-feira (12), a equipe do Minas. A partida válida pelos playoffs da competição nacional é a segunda da série melhor de cinco. O duelo entre as duas equipes será às 18:00 horário de Brasília, e terá transmissão das plataformas de streaming DAZN e Twitch e também da ESPN.

Último Confronto

Na última segunda-feira (10), o basquete tricolor entrou em quadra para iniciar o primeiro duelo semifinal de sua história no NBB e fez muito bonito. Apesar de um início com fraco aproveitamento das duas equipes, os comandados de Cláudio Mortari logo no primeiro quarto já tomaram a dianteira no placar e não saíram mais. Abrindo uma diferença de 19 pontos nos dois primeiros períodos, e não permitindo em nenhum momento a reação da equipe mineira, o São Paulo foi dominante do ínicio ao fim e venceu  por 88 a 70.

Destaque absoluto para a forte defesa do time do são-paulino, e pelas ótimas atuações do quinteto titular com todos saindo de quadra anotando dois dígitos. Como de praxe na competição, Lucas Mariano foi mais uma vez imponente tanto no garrafão como fora dele, anotando 26 pontos, 11 rebotes, 2 assistências e 50% dos arremessos de quadra, sendo 5/10 na bola de dois, e também 5/10 na bola de 3. Georginho flertou mais uma vez com o triplo-duplo com 15 pontos, 8 rebotes e 8 assistências. Corderro Bennett é outro que vive um momento de exponencial crescimento na temporada saindo de quadra com 15 pontos. Shamell e Jefferson anotaram 13 pontos e 4 rebotes cada, também sendo muito importantes para a vitória.

Apoiado no forte perímetro e com ótimo aproveitamento, a equipe do Morumbi saiu de quadra com 54 pontos anotados em bolas triplas, contra apenas 9 da equipe mineira que é a lider em aproveitamento nesse fundamento na competição. David Jackson com 15 pontos, foi o melhor jogador da equipe adversária que não teve um grande dia e foi literalmente dominada pelo São Paulo durante os 40 minutos.

O adversário – Minas Tênis Clube 

Segundo colocado na temporada regular com 26 vitórias e 4 derrotas, a equipe da capital mineira fez uma excelente campanha na primeira fase da competição, inclusive vencendo o São Paulo em duas oportunidades por 96 a 92 e 92 a 90. Já nos playoffs, o time do técnico Léo Costa enfrentou o Sesi Franca Basquete nas quartas-de-final, e na série melhor de três levou a melhor vencendo por 2 jogos a 1.

Os destaques dos mineiros são atletas muito respeitados em cenário nacional. David Jackson lidera as estatísticas em pontos ( 13,9) e eficiência (16,1). Os outros principais ”scorers” da equipe de BH são Shaquille Johnson (13,2 pts), JP Batista (12,0 pts), Parodi (10,9 pts) e Nesbitt (10,7 pts). Em rebotes, JP Batista lidera com 5,8 por partida, e Parodi lidera em assistências com 4,7 passes para cesta em média por jogo.

É importante destacar o quanto os comandados de Léo Costa são uma equipe aplicada taticamente, com uma segunda unidade quase tão eficiente quanto a titular. Destaques como Gui Santos que é prospecto de NBA, Ronald, Davi Rosseto, Queirós e Rafa Moreira formam uma excelente rotação e foram muito importantes na campanha do Minas até aqui.

Minas e São Paulo formam uma das rivalidades mais interessantes do NBB atual. Com confrontos pegados e também polêmicos desde a temporada passada, a equipe mineira leva a vantagem no restrospecto com 5 vitórias contra 3 dos comandados de Cláudio Mortari. Em duelos recentes, a equipe são-paulina eliminou a de BH na semifinal da Copa Super 8, e a mineira derrotou o basquete tricolor na disputa do terceiro lugar da BCL Américas em Manágua, na Nicarágua.

O jogo 

A expectativa é de jogo duríssimo para o São Paulo. Após ser derrotada na primeira partida do duelo semifinal, a equipe do técnico Léo Costa tem a necessidade da vitória para empatar a série e não ver o São Paulo ficar a uma vitória da classficação para as finais da competição. Com um aproveitamento muito ruim nas bolas triplas nesse primeiro jogo, será muito difícil que o Minas repita a má atuação do perímetro visto que o fundamento é talvez a principal arma da equipe na competição até aqui.

Cabe ao tricolor tentar repetir a estratégia bem sucedida do primeiro jogo e marca da equipe na temporada atual, que é o jogo apoiado do perímetro e levar vantagem nas individualidades com Lucas Mariano, Shamell , Georginho e Bennett. Usar Lucão para causar desequilíbrio no garrafão é essencial, visto o momento do jogador na temporada e a grande possibilidade de se tornar o MVP da competição. Quando Mariano vai bem, o São Paulo também vai bem. É importante que Georginho leve a melhor novamente no duelo de armadores com Parodi, sendo uma das chaves para a vitória. Outro grande atributo da vitória são-paulina na segunda foi a forte marcação, ponto que os bancários Isaac, Dawkins e Renan Lenz podem contribuir muito na rotação.

Para o Minas, melhorar o desempenho do perímetro além de normal pela qualidade dos chutadores da equipe é essencial. Tirar o volume de Georginho e Lucas Mariano é meio caminho andado para êxito, visto que os dois são os expoentes da equipe de Cláudio Mortari. No mais, o retorno de Nesbitt que foi liberado da primeira partida para acompanhar o nascimento da filha irá tornar o esquadrão mineiro mais forte na briga pela vitória nesse jogo dois.

Minas e São Paulo com exceção da disputa pelo terceiro lugar na BCLA e do jogo 1 dos playoffs protagonizaram duelos acirradíssimos no decorrer da temporada, e esperar menos disso nesse confronto semifinal não casa com a realidade. Há um forte equilíbrio entre as duas equipes e a série será dura até o final para os dois lados. Só vence quem ganha três partidas, e a disputa pela tão sonhada vaga na final para o basquete tricolor será dura até o final.

Para falar sobre o jogo, a equipe do SPFC 24 Horas falou com Marcius Azevedo editor assistente no Estadão Esportes e responsável pelo blog de basquete no site do  Estadão . Para Marcius, a chave para o São Paulo é tentar manter o nível de intensidade do primeiro duelo, e entende que para o Minas igualar a série terá de minimizar o efeito que Lucas Mariano vêm causando no garrafão.

” A chave para o São Paulo abrir 2 a 0 na série é manter o nível de intensidade, principalmente na defesa. O Minas errou muito no primeiro jogo justamente pela postura do São Paulo. Outro detalhe que pode definir é o aproveitamento na bola de três pontos. O São Paulo arremessou para 40%, o que é excelente,com 18 acertos. Minas converteu apenas três tentativas em 24, apenas 13%. Para igualar o Minas terá de minimizar o estrago que o Lucas Mariano é capaz de fazer. Ele prometeu jogar ainda mais nos playoffs e, por enquanto, está jogando como MVP.”

Também para falar sobre este confronto sob a visão do lado mineiro, falamos com Matheus Superbi torcedor do Minas e participante do último episódio do Arremesso Tricolor onde abordamos o duelo semifinal. Para Matheus, melhorar a defesa e o percentual de arremessos, além do retorno do ala-pivô David Nesbitt podem ser fatores cruciais para um melhor resultado Minastenista na partida desta quarta.

”Existe uma grande expectativa para o jogo desta quarta, dia 12 de maio. O Minas que busca uma vitória para empatar a série, necessita de uma outra postura em quadra, uma melhor defesa, sem dar muitas chances ao time paulista na linha de 3 pontos e saber aproveitar melhor suas chances no ataque. Durante a temporada, o clube mineiro, cuidou bem da bola, mantendo um bom aproveitamento nos arremessos de quadra. Ao meu ver, esse será o ponto principal para sair com o triunfo do Maracanãzinho. Outro ponto importante, é o retorno do ala-pivô David Nesbitt, jogador muito completo, que defende muito bem e tem um ótimo espaçamento de quadra. A participação deste jogador pode ser crucial para o sucesso Minastenista.”

FICHA TÉCNICA:

Jogo: São Paulo x Minas

Local: Maracanãzinho, Rio de Janeiro

Data e Horário: 12 de Maio ,18h00 (Horário de Brasília)

Transmissão: DAZN/Twitch/ESPN

São Paulo : Georginho de Paula, Corderro Bennett, Shamell Stallworth, Jefferson William e Lucas Mariano. Técnico: Cláudio Mortari.

Minas: Luciano Parodi, David Jackson, Shaquille Johnson, David Nesbitt e JP Batista. Técnico: Léo Costa.

Arremesso Tricolor: ouça o podcast de basquete do SPFC24Horas em seu agregador favorito:

O Arremesso Tricolor é uma proposta independente e totalmente exclusiva do site SPFC 24 Horas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: