Notas – São Paulo 1×0 Bragantino

Nenê marca seu primeiro gol com a camisa do São Paulo (foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

O primeiro tempo começou movimentado, o São Paulo foi pra cima e logo aos 4′ Nenê é lançado em velocidade, derrubado na área e o juiz marca pênalti, que o próprio Nenê bate forte e no canto esquerdo convertendo e abrindo o placar para o Tricolor. Com esse início de jogo, parecia que o São Paulo jogaria muito e aplicaria uma goleada, mas não foi bem assim, o primeiro tempo foi esfriando, o time parecia estar conformado com aquele placar magro e assim se encerrou a primeira etapa.

Já o segundo tempo não foi diferente, foi ainda mais morno para o lado Tricolor, que pouco ameaçava o Bragantino, por sua vez, a equipe visitante aproveitou para ir pra cima e criou não só uma oportunidade clara de gol, mas três, e em duas delas, foi salvo pelo goleiro Sidão com boas defesas. O jogo se arrastou dessa maneira até o fim, o Bragantino acabou criando mais chances no segundo tempo, do que o São Paulo no jogo inteiro.

Notas –

Sidão — Fez duas boas defesas que garantiram o placar magro a favor do São Paulo. Foi bem mais seguro do que no jogo passado. — 7,0

Éder Militão — Partida razoável, não apoiou tanto o ataque, porém defensivamente fez bem o seu papel. — 6,0

Bruno Alves — Seguro em campo, jogou simples quando exigido para não complicar e quando precisou dividir a bola, foi firme. — 6,5

Rodrigo Caio — No mesmo nível no seu parceiro de zaga, firme e seguro, deu boas saídas de bola. — 6,5

Reinaldo — Sempre ofensivo, se apresentou muito ao ataque, não chegou a sofrer tanto com os ataques do Bragantino, em um lance deixou a avenida, errou muitos passes e não acertou um cruzamento. — 5,0

Jucilei — Vem sendo uma das peças chaves do time nesse início de temporada, boa marcação e bons passes, principalmente lançamentos, foi bem em campo. — 7,0

Petros — Apareceu em muita movimentação, voltou bem no apoio a defesa, ficou circulando mais pelo meio do que se lançando ao ataque. — 6,0

Nenê — Correu bastante e até voltou para marcar várias vezes, ainda está entrosando, mas deu bons passes e marcou seu primeiro gol com a camisa Tricolor. — 7,0

Cueva — Voltou a ser escalado como titular, porém com nítida falta de ritmo de jogo, o peruano não desenvolveu o seu melhor futebol, mas distribuiu bons passes em campo. — 6,5

Marcos Guilherme — Muita disposição, cada hora em uma parte do campo, velocidade e objetividade, mas falta caprichar mais nas finalizações. — 6,5

Diego Souza — Escalado como centroavante novamente, foi pouco acionado, algumas vezes chegou a deixar a área para buscar o jogo no meio e até pelos lados, sequer finalizou. — 5,5

Brenner — Entrou pelos lados do campo, pouco apareceu com sua velocidade tentando algumas jogadas. — 6,0

Hudson — Fez a sua reestreia no São Paulo, mas pouco apareceu, também por ter ficado menos tempo. — Sem nota.

Tréllez — Estreou com a camisa Tricolor, deu pra notar que é um centroavante de movimentação, mas ficou muito pouco tempo em campo. — Sem nota.

Dorival Júnior — Promoveu a volta de Cueva à equipe titular, até ai acertou, porém o time segue com o mesmo problema, não tem um padrão de jogo definido, faz um gol e se acomoda no placar, mesmo que mínimo, no segundo tempo então, o time fica morno, quase frio. — 5,5

Bola cheia –

Sidão — Suas duas boas defesas garantiram esta noite que o São Paulo saísse vencedor da partida mesmo não jogando bem.

Nenê — Muito disposto, fez boas jogadas, marcou o seu gol e coletivamente se apresentou muito bem, tem muito a agregar ao time ainda.

Bola murcha –

Reinaldo — Não caprichou nos cruzamentos e nem nos passes, precisa melhorar esses fundamentos, da opções no ataque mas não é o suficiente apenas ser mais um correndo pela esquerda, tem que colaborar nas jogadas.

Abraços!

Luan Morais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.