Jardine comemora ‘recuperação’ do time, projeta transição, explica chance para jovens e fala sobre Aguirre: “Pensamos a estratégia em conjunto”

(Foto: Reprodução | YouTube)

O técnico interino Jardine, comandou o São Paulo na vitória por 3 a 0 sobre o CRB, completando portanto 2 jogos com 6 gols marcados e apenas um sofrido, entregando para Diego Aguirre em uma condição melhor, o ex-treinador do sub-20 ainda revelou o trabalho em conjunto com o uruguaio nesses dias, projeção para assumir de vez o cargo de auxiliar e explicou chance para os jovens no segundo tempo.

Sobre a partida

Jardine frisou que o jogo contra o CRB não foi fácil, citou que ele conhece o treinador Mazola Júnior e elogiou as dificuldades impostas pelo adversário que foi formado junto com ele no curso da CBF, ainda disse: “A gente entende que o talento sozinho não vence nada!”

Também falou que o time entrou uma defesa ‘baixa’, e que pretendia surpreender o adversário com contra-golpe rápido, pois sabia que viriam para cima, e comemorou que tenha dado certo a estratégia.

O momento

“É o São Paulo que todo mundo viu hoje, muito motivado, focado, querendo crescer, conquistar jogo a jogo, bastante humildade, entendendo que a gente tem que evoluir, e todos aqui perceberam que era o momento de se ajudar.”

“A gente tinha essa ideia de dar conjunto ao São Paulo, de dar oportunidade para todo o grupo. Que cada um pudesse mostrar seu potencial, mostrar que o grupo é forte. Não é um grupo de um time só. Temos certeza que o São Paulo tem mais do que um time.”

“Como toda mudança, ainda vamos passar por momentos difíceis. É o momento de todos se ajudarem para que as coisas funcionem. Nem sempre o São Paulo vai dar espetáculo, mas vamos focar a partir de agora em sermos muito competitivos”

Estratégia junto com o Aguirre

“As conversas têm sido muito boas. Estamos com pouco tempo e falamos dos dois jogos, que era uma decisão hoje, merecia cuidado e atenção”, disse Jardine que em seguida completou sobre o asssunto.

“Pensamos a estratégia em conjunto. O jogo de hoje começou a ser construído contra o Red Bull. Vimos um time mais descansado, principalmente na cabeça, em um jogo difícil E o Aguirre está motivado.”

Futuro

Com Aguirre assumindo o time em definitivo nos próximos dias, Jardine comentou: “São novas ideias, treinos e cabeça. Será fantástico. O Diego tem história, muita experiência e estou começando agora. Será interessante absorver. As informações são as melhores. Estou ansioso e motivado para esse período de muito motivado.”

Chance para os jovens

Jardine explicou a entrada de três jovens da base no jogo, foram eles: Liziero, Lucas Fernandes e Brenner, “O terceiro gol me oportunizou colocar os meninos em situação favorável, acho que esse é o ideal, mas claro que nem sempre será assim, mas hoje entendi que era o momento certo para dar mais minutos para o Lucas, que é um talento, uma joia que o São Paulo tem, eu sei bem do potencial dele, pois trabalhei dois anos, conquistamos muitos títulos, o gol da final da Libertadores é dele, eu particularmente acredito muito nele, pude dar 30 minutos para ele, fazia tempo que não jogava, e o Brenner por merecimento, precisava jogar um tempo, mostrar o potencial que tem para o Aguirre e também se colocar a disposição, a partir de agora a escolha passa ser exclusiva do Aguirre.”

Próximos desafios

“Temos de pensar a próxima estratégia e encarar o jogo com o São Caetano com toda a seriedade que merece. É o momento de todos se ajudarem para que as coisas funcionem. Nem sempre o São Paulo vai dar espetáculo, mas vamos focar a partir de agora em ser muito competitivo e focar a equipe em vencer os jogos.”

Coletiva na íntegra: 

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe um comentário