É CAMPEÃO! São Paulo supera Osasco na casa delas e é campeão estadual de vôlei feminino

(Reprodução: SporTV)

O São Paulo/Barueri foi para o José Liberatti em Osasco, com a vantagem de mesmo perdendo levar para o Golden Set, e o começo foi difícil, mas com grande reação, fez 3 sets a 2. O Osasco venceu os dois primeiros por 25a23 e 25a20, mas o São Paulo reagiu, fez parciais de 26a24, 25a22 e 15 a 11.

A equipe são-paulina começou a partida nervoso, enquanto o Osasco começou bem, virando as bolas, e por isso conseguiu vencer os dois primeiros sets, abrindo grande vantagem.

Com a partida caminhando para o Golden Set, o Tricolor reagiu, o terceiro set foi lá e cá, vários rally, e o São Paulo superou o Osasco por 26a24. O quarto set também foi pegado, ponto a ponto, mas os mandantes acabaram errando, sentindo nervoso, e o São Paulo não desperdiçou, foi para cima, com Lorrene, Maira, ótimas defesas de Nyeme e grande inteligência da levantadora Juma, além do grande coletivo da equipe.

Com o empate em 2 a 2, veio o tie-break, e apesar do bom começo de Osasco, o São Paulo reagiu, abriu 3 pontos de vantagem no 11a8, e dai abriu o caminho para o título, sem precisar de Golden Set, grande vitória da equipe são-paulina em Osasco, ginásio tido como caldeirão no voleibol.

A oposta Lorrene marcou 19 pontos, sendo 12 deles no terceiro set, o que culminou na reação são-paulina. A oposta fez um grande estadual, e após o título ressaltou: “Eu sou cria daqui de Osasco, já ganhei, já perdi. Essa juventude está vindo com tudo, com garra. Agradeço a oportunidade de poder estar mostrando o meu vôlei. Agradeço a torcida, que é incrível, esse time… Eu venho crescendo muito e agradeço a Deus. Agradeço, porque estou tendo a oportunidade de jogar e de voltar a ter ritmo de jogo”.

Osasco/Audax: Roberta, Casanova, Jaque, Bjelica, Mara, Bia e Camila Brait (líbero). Entraram: Kika, Vanessa, Pri Heldes. Técnico: Luizomar de Moura

São Paulo/Barueri: Juma, Lorenne, Maira, Tainara, Mayany, Diana e Nyeme (líbero). Entraram: Jacke, Kisy, Lays, Dani Terra. Técnico: José Roberto Guimarães

O São Paulo eliminou São Caetano nas quartas, o atual campeão e invicto Sesi/Bauru na semifinal e bateu o Osasco, campeão 15 vezes do Estudual, na final, esses dois últimos atuando na casa do adversário, grande conquista da jovem equipe são-paulina do São Paulo/Barueri.

Começo de projeto do Zé Roberto Guimarães com a camisa do São Paulo é promissor, antes como Barueri, o time só havia conquistado Superliga B, e no Estadual batia sempre na trave, desta vez levantou a taça. A estreia na Superliga será contra o Fluminense no dia 12 de novembro.

Fábio Martins (@fbiomartins1)

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: