Dilema de um torcedor: Da arquibancada ao camarote

Neste domingo quente em São Paulo, o colunista que vos fala foi premiado pela Urbano para assistir o jogo entre São Paulo e Atlético Mineiro, fui ao estádio sem saber qual o setor do ingresso e tive lá uma grata surpresa: cadeira térrea leste e a oportunidade de poder conhecer o camarote da Urbano.

Antes de tudo já deixo aqui meu agradecimento à Urbano, por ter proporcionado essa experiência incrível e de ser tão bem tratado pelos funcionários que entraram em contato comigo, grandes profissionais que contribuíram para que tudo desse certo. Conhecer um camarote no Morumbi é difícil pra quem não tem uma condição financeira boa, meu caso e de muitos, e ter essa oportunidade foi um prazer a parte do jogo. Recomendo a todos que tiverem essa oportunidade, aceitem.

(Foto: Divulgação)

Desde a primeira vez no Morumbi sempre assisti aos jogos na arquibancada azul, o calor da torcida, o grito apaixonante e claro, também, a questão financeira tornavam essa a melhor opção.

Diante desse cenário, ver o jogo na cadeira térrea foi estranho nos primeiros minutos, uma sensação que não conseguia ver o jogo por inteiro, não enxergava as linhas do campo, aos poucos fui me adaptando, conseguindo assistir melhor a partida e acompanhar muitas vezes pelo telão, quando a jogada se passava no lado oposto.

(SPFC24hrs)

E foi aí que o dilema se iniciou, o que é melhor?
Assistir na arquibancada perto da torcida que não para de gritar? Ou estar ao lado dos jogadores e sentir a emoção do campo, de ver um gol a metros de você, de ouvir o grito do jogador comemorando?
Ainda não tenho resposta pra isso, mas afirmo com clareza que ambas as experiências são incríveis e que qualquer São-paulino um dia deveria ter.

Danilo Lima (@monster_dx32)

Deixe um comentário