Diego Aguirre fala na manhã dessa sexta-feira

Foto: Reprodução 

Em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira, o técnico Diego Aguirre confirmou a volta de Diego Souza, Militão e Anderson Martins, mas preferiu não revelar o time titular para o duelo desse domingo, 20/05, no Morumbi, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. Ele prefere que o time seja revelado, somente na hora da partida.

Perguntado sobre a igualdade dos dois times, não soube ou não quis responder se o São Paulo FC está acima do Santos, mas frisou a importância da vitória, haja vista que é um clássico e uma possível subida na tabela, para o futuro e também para dar confiança. Deverão jogar com uma final.

Aguirre não quis revelar tampouco o esquema tático porque acha que pode fazer a diferença, o segredo é importante, porque prefere trabalhar e mostrar no dia do jogo o que podem fazer em campo.

Sobre Rodrigo Caio, ficou surpreso por ter que passar por cirurgia, mas lamenta a perda de até 02 meses, porque o considera um jogador muito importante, mas o foco agora é a sua recuperação e sobre as possíveis saídas de Militão e Cueva, considera normal, até porque o São Paulo é um time que tem jogadores bons que podem ir para outros mercados. Não estão pensando em reforços, mas têm alguns nomes para reposições, caso saia algum, entra outro.

Sobre estarem invictos, mas com uma sequência de 04 empates, acha que tem um lado bom, mas trocaria 01 ponto a mais pela invencilibilidade, porque não dá muito significado a isso. Têm que voltar às vitórias e pegar esse jogo contra o Santos como o ponto de partida para isso, para dar a tranquilidade que precisam.  O São Paulo é um time que precisa ter vitórias e estão conscientes disso e por isso pensam nesse jogo como especial por tudo que significa e também pelo momento.

Sobre os possíveis reforços, têm uma lista de jogadores da base que já estão treinando com os profissionais e também opções de fora, caso acontençam mesmo as saídas.

Sobre ter Nene, com 36 anos de idade, em praticamente todos os jogos, comentou que não foi algo planejado, mas é um jogador de alto nível, com liderança importante dentro de campo, se esforça muito nos treinos. Não significa que jogará todos os jogos, mas ele tem feito bons jogos e respondido as oportunidades dentro de campo.

Gostou muito da semana de trabalho, deixou os jogadores ligados, mentalizados e aceitando as propostas de treino. O time precisa levar para campo, tudo aquilo que foi treinado durante a semana e claro, colocando os talentos individuais à mostra.

Sobre o rodízio de atletas, diz que gostaria de manter um time titular, mas acontecem coisas, lesões, expulsões e até mesmo um rendimento abaixo do que o agrada, por isso acaba fazendo o rodízio, dando oportunidades para outros jogadores. Há vários jogadores que são mantidos, há uma base, mas ainda não sabe o que é melhor para o time, ainda há dúvidas sobre a equipe titular porque há jogadores que são muito parelhos.

Confira a entrevista completa:

 

Deuzana Rodrigues.

 

Deuzana Rodrigues

Cristã, mãe, são-paulina e apaixonada pela vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.