Aguirre comemora vitória, explica mudanças no time, mas pede: “Temos que ter mais regularidade”

(Foto: Reprodução | Fox Sports)

Após a vitória no clássico San-São na sexta rodada do Brasileirão 2018, o técnico Diego Aguirre falou sobre o atual momento do São Paulo e ainda quer ver mais regularidade dentro do São Paulo, também explicou o fato do Valdívia não ter sido relacionado, e falou suas opções dentro do clássico.

Clássico SanSão

“Perdemos muitas situações durante o jogo. Normal que acabamos sofrendo um pouco. Tomamos como jogo decisivo porque era um clássico, em casa. Fico feliz pela torcida, estiveram conosco e apoiando a todo momento, transmitiram muita força aos jogadores”, e ainda pediu mais regularidade para o time: “Temos de ser mais efetivos, ter mais jogo. Ainda falta mais jogo, controlar mais o jogo. Em alguns momentos jogamos bem, mas em outros não. Somos um pouco irregulares, temos de ter mais regularidade.”

Se o São Paulo conseguir repetir jogos como o de hoje vamos dar muitas alegrias ao torcedor”

“Nós estávamos precisando de uma vitória convincente. A última foi pela Sul-Americana. Ganhamos, classificamos, mas não fiquei feliz. Hoje outro tipo de vitória, merecida, sobre um rival que significa muito.”

Resultado

“Eu gostaria de ganhar o jogo com mais amplitude, com um segundo gol para não ficar sofrendo. Mas a primeira coisa que temos de fazer é melhorar a finalização. A diferença que temos no campo temos de transformar em gol. Temos de seguir trabalhando, melhorar sempre. Faltam muitas coisas que eu quero de um time ideal.”

VEJA TAMBÉM ⇒ Atletas elogiaram postura do time na saída de campo

Como já tinha relatado durante a semana que a vitória no clássico poderia ser o ponto de partida, voltou a frisar: “É uma vitória que pode ser um ponto de partida. Temos de mostrar que foi bom, ver o que vai acontecendo. Pode ser um começo, mas não posso falar que é uma certeza.”

E ainda relatou sobre o momento invicto, dentro do G-6 do campeonato: “Temos de ver e confirmar no próximo jogo para começar a acreditar que estamos encontrando o caminho. Eu não me sentia bem quando falavam da invencibilidade do São Paulo”, completando sobre a situação: “Não estava contente, sentia que não era nada, era um dado. Eu trocaria isso por ter mais pontos. Hoje conseguimos os três pontos, estamos mais perto das primeiras posições. Invencibilidade para mim não é uma coisa muito importante.”

Time ideal

“Não posso falar de time ideal ou perto do ideal. Hoje tive o mais perto que nós queremos. A partir da atitude, da vontade, da ordem tática, o time começa a construir. Depois os jogadores vão aparecendo nos melhores nível.”

Elogios

“Experiencias de Nenê e Diego são importantes, mas Everton está jogando muito, Marcos Guilherme fez um bom jogo. Se falar um por um posso falar coisas boas. Jogadores fizeram um esforço tremendo.”

CONFIRA ⇒ Diego Souza elogiou grupo são-paulino

Ausência do Valdívia

Fora até mesmo do banco, Valdívia teve uma situação particular durante a semana quando seus familiares foram assaltados e feitos de refém no Mato Grosso, o que explica a resposta do Aguirre: “Tem coisas que são internas. Ele tem uma situação pessoal, mas está tudo bem, não tem problema. Estava precisando ver a família. Mas a decisão de não convocar não foi por esse motivo.”

“Talvez seja uma dúvida, mas uma dúvida boa. Tenho muitas opções que me dão tranquilidade. Vamos tentando encontrar os 11 melhores. Valdívia não foi convocado por tudo isso o que eu falei”

Mudanças

Sempre variando bastante as peças e também a tática de jogo, Aguirre explicou: “Não é que eu troco o time toda hora, tem jogadores que jogam todos os jogos. Troco alguns jogadores, os jogadores que me dão certezas normalmente estão dentro de campo. É o que eu transmito para todos, tem de ganhar no treino”, e ainda completou falando “Tenho a possibilidade de vê-los dia a dia. Tem coisas que tem de justificar. O rendimento dentro de campo é que dá continuidade de jogo. Tenho elenco com quase 30 jogadores e muitas opções.”

No jogo passado tinha citado chance para Lucas Fernandes e Shaylon que foram bem, desta vez ambos não jogaram, um fora por conjuntivite e o outro ficou de opção no banco. “Tenho de ser justos com os meninos que talvez não tiveram tanta chance. Hoje voltou Anderson, que estava machucado e fez um jogo espetacular. Arboleda também foi bem, então ganhei mais um zagueiro.”

Brenner

Outro jovem sem espaço, o atacante Brenner que terá três dias de treinos na seleção brasileira profissional: “Para ele tem de ser uma experiência maravilhosa, treinar com todos os fenômenos que tem a seleção brasileira. É muito bom. Tomara que ele volte com entusiasmo, essa experiência vai ajudar”, e ainda disse: “Que possa somar aqui, mas é um garoto que acaba de completar 18 anos e não temos de ter pressa com ele. Vai encontrar seus momentos, seus tempos, tem de crescer e amadurecer, vai ser um reforço importante para o futuro do São Paulo.”

Entrevista do Aguirre:

 

Fábio Martins

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.