Adversários na Copa do Mundo 2018, Osorio e Tite se enfrentaram no Brasileirão 2015

(Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Em 2015, Juan Carlos Osorio pelo São Paulo e Tite pelo Corinthians, duelavam pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, naquela altura o São Paulo no começo de trabalho do Osorio era o sétimo colocado, e o Corinthians vice-líder empatado com o líder Atlético-MG.

Era apenas o 11º jogo do colombiano Osorio no comando do São Paulo, enquanto Tite retornou para o Corinthians no início daquela temporada, depois de passar um ano sabático em 2014. Enquanto um buscava seu espaço no futebol brasileiro, ainda entrosando com a sequência pesada do Brasileirão e o desmanche são-paulino na temporada, o técnico corintiano queria a afirmação de que voltou melhor após o período de estudos. Vale ressaltar que São Paulo e Corinthians já tinham se enfrentado três vezes, duas na Libertadores e uma no Estadual, foram duas vitórias corintianas de Tite contra Muricy e uma do Tricolor Paulista sob comando do Milton Cruz.

Em campo, o São Paulo cheio de problemas internos, jogadores sendo negociados no meio do trabalho, o inovador Osorio veio com novidades, o estreante zagueiro Luiz Eduardo, que veio do São Caetano, desconhecido pelos torcedores, mas veio com moral por ser um zagueiro canhoto que o colombiano tanto queria, por lá atuou, enquanto Lucão pelo centro e Tolói pela lado direito da defesa. Nas alas Bruno e Carlinhos, enquanto Hudson era o único volante, contava com a ajuda do Michel Bastos. Na armação, o maestro Paulo Henrique Ganso, já a dupla de ataque com Centurión e Luís Fabiano, escalação bastante ofensiva de Osorio.

Do outro lado, o Tite armou uma equipe segura defensivamente, explorando os contra-ataques, contava com três jogadores que estão na seleção brasileira na Copa do Mundo 2018, o goleiro Cássio, lateral-direito Fagner e o meia Renato Augusto. A formação contida no 4-2-3-1, o Renato Augusto fazia a função parecida que exerce na seleção, um terceiro volante, e para o jogo Tite escalou o veloz Luciano  ao invés do Vagner Love para justamente explorar os contra-ataques, pois deu certo…

O esquema de Osorio começou dando muito certo, o São Paulo sufocava o Corinthians, com apenas 9′ em boa jogada tramada, Carlinhos cruzou na área, Centurión cabeceou, a bola bateu na trave e sobrou para Ganso fazer o gol, mas em impedimento, gol anulado. Aos 12′ a resposta, quase gol do rival em erro de passe do Tolói, contra-ataque que Malcom finalizou para fora. Logo em seguida, aos 14′ Centurión fez boa jogada e obrigou defesa do Cássio. Foi o Corinthians que abriu o placar após vacilo defensivo, Malcom driblou Tolói e achou Luciano livre para abrir o placar aos 21 minutos de jogo.

Logo após o gol sofrido, o São Paulo seguiu em cima, aos 25′ respondeu com muito perigo, Bruno aproveitou rebatida ruim da defesa adversária, limpou dois adversários, tocou para Luís Fabiano que girou em cima de Felipe e mandou no travessão. Aos 32′ Ganso tocou para Luís Fabiano, e novamente o camisa 9 acertou a trave, a terceira no jogo, o domínio era são-paulino, foram 7 finalizações contra 5, mas sempre chegando com mais perigo.

VEJA TAMBÉM ⇒ Osorio agita bastidores da seleção brasileira, Casemiro e Rodrigo Caio falaram sobre o treinador

O começo de segundo tempo foi arrasador do São Paulo, aos 2′ Luiz Eduardo tocou para Ganso que deixou para Luís Fabiano, o camisa 9 fez o papel de pivô, ajeitou para Centurión que chegou batendo, Cássio defendeu, mas lá estava Luís Fabiano para conferir no rebote, 1 a 1. Aos 12′ Rogério Ceni fez boa defesa em chute do Renato Augusto e aos 14′ após cruzamento em rebote do escanteio, o Corinthians perdeu uma grande chance, e Luís Fabiano respondeu aos 17′ com gingada na área, finalização que passou muito perto.

Osorio fez mudanças, colocou Breno, retornou aos campos, como volante no lugar de Hudson, Wesley no lugar de Carlinhos, e Auro no lugar de Bruno, mudanças para manter o time forte no meio de campo e nas alas, já Tite mexeu tarde, só depois dos 30′, tirou os três jogadores de ataque: Malcom, Jadson e Luciano, colocou velocidade com Rildo, depois a cadência do Danilo e por fim o zagueiro Edu Dracena para segurar o resultado, já que o zagueiro Felipe foi expulso por dois amarelos aos 37′.

Ainda no fim da partida, Centurión perdeu boa chance em cruzamento de Auro, cabeceou para fora, e nos acréscimos, em pressão são-paulina na área após falta cobrada por Ganso, bola sobrou no Lucão na pequena área, mas demorou para bater e foi travado, na sobra Wesley bateu reto, mas o lateral-esquerdo Uendel desviou a bola com a mão, e o juiz não marcou nada, ficando no 1 a 1, sendo que o time de Osorio teve mais posse de bola e atuou com muita intensidade, já o time de Tite explorou os espaços deixados pelo São Paulo.

Em entrevista antes do reencontro nesta segunda-feira (2), Osorio lembrou: “Foi um jogo em que voltou o Breno, teve o Luis Fabiano bem, e o São Paulo merecia um resultado melhor. Mas ali já deu para ver a qualidade do Tite, um excelente treinador”.

Confira os melhores momentos do Majestoso:

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO 1 X 1 CORINTHIANS
Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/Horário: 9 de agosto de 2015, às 16h
Árbitro: Leandro Vuaden (RS)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Público/renda: 31.384 presentes
Cartões amarelos: Carlinhos, Wesley, Luiz Eduardo e Hudson (São Paulo); Fagner (Corinthians)
Cartão vermelho: Felipe, 37’/2ºT (Corinthians)
Gols: Luciano, 21’/1ºT (0-1); Luis Fabiano, 2’/2ºT (1-1)
SÃO PAULO: Rogério Ceni; Bruno (Auro – 21’/2ºT), Rafael Toloi, Luiz Eduardo e Carlinhos (Wesley – 8’/2ºT); Lucão, Hudson (Bruno – 13’/2ºT) e Ganso; Michel Bastos, Centurión e Luis Fabiano; Técnico: Juan Carlos Osorio
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Bruno Henrique; Elias, Jadson (Edu Dracena – 38’/2ºT), Renato Augusto e Malcom (Rildo – 30’/2ºT); Luciano (Danilo – 35’/2ºT); Técnico: Tite

 

Fábio Martins

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.