Segunda Tricolor: Voltamos à ‘Era Cuca’

(Foto: Luis Moura/ WPP)

Fala Nação Tricolor, tudo em cima?

Já são 7 jogos sem vitória, apenas um jogo ganho no mês de setembro. O São Paulo de Fernando Diniz vem fazendo partidas ruins, a cada jogo que passa parece que piora. A defesa não tem mais a consistência que tinha nos primeiros jogos e o ataquem com exceção a Luciano segue inoperante, sem oferecer perigo ao adversário, seja ele quem for, o Coritiba ou o River Plate.

Coritiba que foi justamente o adversário desse domingo (4). A partida disputada no Couto Pereira fez o São-paulino relembrar o São Paulo de Cuca. Afinal, como era de costume nos jogos em que ele comandava a equipe, o São Paulo tinha inúmeras e inúteis jogadas aéreas, assim como no duela no Paraná.

Na última partida de Cuca no comando do São Paulo, a derrota para o Goiás no Morumbi por 1×0 foram incríveis 36 bolas levantadas na área, nenhuma, sim nenhuma surtiu efeito ou sequer levou perigo ao gol de Tadeu. No domingo, foram 44 bolas levantadas na área, oito mais que na última partida de Cuca. Dessas 44 apenas 7 foram certos.

Isso não é de hoje, o São Paulo de Diniz tem cada vez mais se parecido com o time treinado pelo seu antecessor. Um time desorganizado, que não pressiona, sofre muitos gols e cria poucas chances. Quando sucedeu a Cuca, Diniz teria a missão de pegar um catado em campo e transformar em um time. Bom, apenas nesse ano Diniz conseguiu colocar suas ideias, mas, como sabemos, depois da pandemia tudo desandou. Agora parece que o time voltou a estaca 0, sendo um catadão em campo, e mesmo assim nem é um catadão dos bons, como o Mirassol que eliminou o São Paulo.

Cuca não é o único ex treinador com quem Diniz tem tido algumas semelhanças ultimamente. Diniz cada vez mais em suas coletivas parece perdido, tenta de qualquer forma justificar as derrotas trazendo números e falando frases totalmente sem sentido. Isso te lembra alguém? Claro que lembra, por mais que não queira admitir, mas lembra. Quando era treinador do São Paulo, Rogério Ceni tinha as mesmas atitudes de Diniz nas coletivas para justificar as más atuações e os maus resultados. Ambos soam um tanto quanto arrogantes deixando a torcida ainda mais enfurecida com a situação.

UMA ÓTIMA SEMANA A TODOS!

Gustavo Dervelan(@dervelan_1999)

Gustavo Dervelan

20 anos, Paulistano e são-paulino de berço! Estudante de Jornalismo na Universidade São Judas Tadeu. Apaixonado por esportes Brasil a fora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: