São Paulo iniciará NBB sem Adidas no uniforme

(Foto: Miguel Schincariol / saopaulofc.net)

O São Paulo disputou a Liga Ouro 2019 com um uniforme genérico, produzido pelo próprio clube, já que o patrocínio da Adidas era exclusivamente para o futebol. Mesmo com a produção independente, muitos torcedores gostaram do modelo e queriam adquirí-lo, o que não é possível até hoje.

Durante toda a competição, o tricolor paulista não divulgou nada sobre a venda das camisas, mesmo fazendo o maior sucesso nos jogos. Após o fim do torneio surgiram rumores de que a Adidas forneceria o material dali em diante, o que não aconteceu também.

A nova temporada se iniciou e o São Paulo ainda não tinha fechado com um fornecedor, tendo que disputar o Campeonato Paulista com os mesmos templates dos primeiros uniformes, com algumas pequenas mudanças. Durante o estadual, uma modificação no contrato com a Adidas confirmou que a marca alemã produziria finalmente o uniformes do São Paulo antes do início do NBB, mas advinha, nada disso foi cumprido.

As informações retiradas de uma matéria do Estadão apontam que a Adidas já produziu todos os uniformes, mas que eles foram extraviados a caminho do Brasil, o que atrasaria a estréia do material. O São Paulo por sua vez confirmou o ocorrido e ressaltou que apenas as camisas foram entregues, faltando o resto, como calções e meias, que devem chegar apenas em novembro. Com isso, a estréia tricolor no NBB, diante do Corinthians será com um uniforme genérico, como em todas as outras competições disputadas pelo time paulista.

Toda essa confusão não agradou os dirgentes da LNB, confederação que organiza o NBB. Sem uniformes originais, o São Paulo não pode realizar o Media Day, evento que ocorre antes do início da temporada para registrar imagens e vídeos dos jogadores para uso da liga.

MARKETING

Além da perca de credibilidade, o São Paulo também perde muito no marketing, e o departamento deveria ligar um alerta para isso. As famosas regatas usadas pelos jogadores são procuradas por diversos são-paulinos, que se desapontam ao saber que não encontrarão em lugar nenhum. Caso estivesse a venda, o lucro que geraria ao clube seria imenso, e poderia atrair mais público para o basquete. Além disso, a diretoria fechou um acordo com a Betsul para patrocinar o time no NBB, mas não sabemos se o uniforme genérico estampará o site de apostas.

Diego Marcondes

17 anos. Amante de basquete e são-paulino. Um dos percusores do Arremesso Tricolor. Também colaboro em Jumper Brasil e BasCast Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: