São Paulo e Adidas melhoram relações e alemães se comprometem a melhorar serviços

São Paulo e Adidas tem contrato até 2023 (Foto: Divulgação)

Nas últimas horas, circularam rumores de uma extrema insatisfação da direção do São Paulo com a Adidas, e surgiram boatos até mesmo de uma negociação de rescisão do contrato, válido pelas próximas 2 temporadas.

Porém, estes boatos foram derrubados. De acordo com informação divulgada pelo jornalista Jorge Nicola em seu canal no YouTube na manhã desta terça (21), dentro do São Paulo, houve mesmo uma insatisfação com os serviços prestados pela Adidas, principalmente após Julio Casares assumir a presidência, em janeiro. Dentro do clube, alguns pontos foram questionados, como o lançamento de peças que foram reprovadas pelo Conselho, por exemplo.

Segundo Nicola, Casares lhe afirmou que não há qualquer possibilidade de quebra do contrato. Segundo o mandatário, foram realizadas reuniões com executivos da Adidas, e os mesmos reconheceram que há pontos a serem melhorados na prestação dos serviços ao clube.

Os alemães se comprometeram a melhorar o trabalho realizado no São Paulo, e as partes consideram que a relação melhorou após a realização destas reuniões.

São Paulo e Adidas tem vínculo até dezembro de 2023, em um acordo que prevê direito a 26% de royalties por produto. Se as vendas chegarem a um determinado valor no ano, ativa-se um gatilho que eleva essa porcentagem para até 30%. O contrato abrange todas as modalidades ativas no clube em competições oficiais.

Caio Felix
[email protected]

Caio Felix

Jornalista. Redator do Futebol Profissional no SPFC 24 Horas. Também estou no Twitter através de @OCaioFelix

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.