Rivais paulistas se unem em campanha contra violência doméstica

(Foto: Prefeitura de São Paulo)

Na última semana, São Paulo, Corinthians e Palmeiras se juntaram a campanha ‘Tem Saída’ das Secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Direitos Humanos e Cidadania do Estado, que busca acolhimento para vítimas da violência doméstica e familiar contra a mulher.

A união de Corinthians, Palmeiras e São Paulo mostra a relevância desse tema para a sociedade. Com essa parceria, esperamos sensibilizar parte da sociedade nessa transformação cultural, encorajar mais pessoas a denunciarem seus agressores e dar uma nova perspectiva de vida a essas mulheres”, explica a secretária de Desenvolvimento Econômico, Aline Cardoso.

Presidente do São Paulo, Carlos Augusto Barros e Silva, famoso Leco, não quis falar de futebol no evento, mas falou sobre o projeto e citou o projeto do clube com o ‘SPFC se importa’ que auxilia as mulheres: “É importante usarmos essa gigantesca capacidade de mobilização que os clubes possuem na esfera esportiva para atuarmos também como agentes transformadores da sociedade. Além de colaborarmos efetivamente com o programa oferecendo vagas às mulheres vítimas de violência, esse movimento conjunto também nos permite chamar a atenção da sociedade para o tema. O engajamento em iniciativas como esta da Prefeitura de São Paulo é uma forma de alertarmos e enfrentarmos este problema com a atenção que ele merece. O São Paulo Futebol Clube acredita de forma genuína no projeto e se orgulha em fazer parte de mais esta iniciativa, que segue em consonância com seu projeto institucional “O SPFC se importa”.

Além do apoio na divulgação, os clubes disponibilizarão vagas de emprego para as mulheres atendidas no ‘Tem Saída’, em cinco meses o programa já atendeu muitas mulheres e já gerou muitos empregos para elas.

Como funciona o Tem Saída (retirado do site da prefeitura de São Paulo)

A vítima em situação de violência doméstica e familiar será atendida pelo Programa Tem Saída a partir do momento em que ingressa com uma denúncia contra o agressor no Ministério Público, Defensoria Pública, Poder Judiciário ou Delegacia.

Após passar pelo sistema judiciário, a mulher é encaminhada aos equipamentos de seleção de emprego da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico. As candidatas passam por processo seletivo diferenciado, com apoio da equipe técnica da Secretaria e das áreas de recursos humanos das empresas parceiras. As equipes da Prefeitura e de RH das empresas receberam treinamento específico para atender as mulheres vítimas de violência.

Outras etapas do programa andam em paralelo como a ampliação da rede de apoio à mulher para oferecer o maior número de serviços de acolhimento. O respaldo tem vindo de ações junto à Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania e no apoio de Delegacias da Defesa da Mulher.

O programa da Prefeitura de São Paulo tem como parceiros executores as Secretarias de Desenvolvimento Econômico, de Direitos Humanos e Cidadania, Ministério Público, Defensoria Pública, Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, OAB-SP e ONU Mulheres. As informações sobre o Programa Tem Saída podem ser obtidas pelo site www.prefeitura.sp.gov.br/desenvolvimento, pelo serviço telefônico da Prefeitura SP156 ou pelo e-mail [email protected]

 

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: