[EXCLUSIVA] Reforço, Murilo Becker fala sobre chegada no São Paulo e projeta NBB

POR ALEX BISPO e FÁBIO MARTINS

Reprodução

Logo após a eliminação no Paulistão de Basquete, o São Paulo anunciou o reforço do experiente pivô, Murilo Becker. Jogador com passagem por grandes equipes do basquete nacional e pela seleção brasileira.

Aos 36 anos, Murilo Becker tinha se aposentado das quadras, mas decidiu aceitar o desafio de jogar o Paulistão pela Liga Sorocabana, jovem equipe que surpreendeu e chegou aos playoffs do estadual.

CONFIRA ⇒ Analisamos Murilo Becker e Léo Meindl, reforços para a NBB

O pivô Murilo Becker contou sobre a decisão de parar de jogar, depois da NBB disputada no Botafogo: “Joguei última temporada, NBB, pelo Botafogo, depois tinha me aposentado até por uma decisão minha pessoal, por algumas coisas que aconteceram na minha vida. E ficar próximo dos meus filhos que moram com a mãe em São José dos Campos, eu queria estar junto com eles, podendo estar acompanhando na escola, dia a dia, fisioterapia, enfim, e depois acho que senti saudades”.

Resultado de imagem para murilo becker
(Foto: Mamãe e Bebê Fotografias)

Sobre o começo da negociação com o São Paulo, Murilo Becker revelou: “Eu joguei contra o São Paulo aqui no Morumbi, foi meu terceiro jogo, em uma semana de trabalho lá em Sorocaba, a gente começou com uma conversa a partir dai e deu tudo certo”.

Entusiasmado com o desafio, Murilo Becker falou sobre vestir a camisa do São Paulo: “Poder vestir a camisa do São Paulo é especial para mim na minha vida”.

No atual elenco são-paulino, Murilo já atuou com dois atletas e contou: “Já atuei sim, com o Jefferson em duas equipes: São José dos Campos e Bauru, e com o Douglas Kurtz joguei no Universo Vitória em Salvador”.

Murilo Becker, Dedé, Fúlvio, Jefferson e Laws - quinteto titular do São José na temporada 2011/2012 — Foto: Danilo Sardinha/GloboEsporte.com
O primeiro Murilo Becker, e o quarto Jefferson, se reencontram no Morumbi (Foto: Danilo Sardinha/GloboEsporte.com)

Em outro momento, o pivô de 36 anos falou sobre o técnico do clube: “Um prazer muito grande estar trabalhando com o Mortari, receber um convite do Mortari, um cara que tem história no basquete brasileiro, então um cara muito sincero, honesto”.

A carreira do Murilo Becker é vitoriosa, tanto nos clubes que passou quanto nas conquistas individuais. No Bauru conquistou a Liga das Américas (2015), o Sul-Americana (2014), Brasileiro (2002) e o Paulista (2013 e 2014), ainda conquistou Paulistão por Ribeirão Preto (2004) e Franca (2006). Ainda teve uma passagem marcante pelo São José, onde conquistou Paulistão (2012) e foi vice-campeão brasileiro em 2011-12. Em Israel, no Maccabi foi vice-campeão da Euroliga 2008 e campeão de Israel também em 2008.

Além dos títulos em clubes, Murilo conquistou dois Pan-Americano (2003 e 2007), uma Copa América Pré-Mundial (2005) e dois Sul-Americanos (2006 e 2010) pela seleção brasileira. Defendeu a amarelinha por um longo período nos anos 2000.

Embed from Getty Images

Individualmente, Murilo Becker foi o líder de rebotes e pontos na temporada da NBB em 2012, sendo assim o melhor jogador daquela temporada. Ainda esteve na seleção da NBB por quatro anos seguidos, de 2009 até 2012, foi para o Jogo das Estrelas da NBB em cinco ocasiões, de 2009 até 2012 e depois em 2014.

Com tanto currículo e experiência, o pivô declarou como pode contribuir no São Paulo na temporada 2019-20: “A forma que posso contribuir é a forma que trabalhei a vida inteira. Muita vontade, sempre fui um cara que trabalhei bastante, me dediquei, e claro que a experiência ajuda também, como nós temos outros jogadores experientes também. Aquele dia a dia nosso, de trabalho, é importantíssimo para os jogos, então muita vontade, garra, porque se a gente tem essa oportunidade de vestir essa camisa, que a gente agarre da melhor forma possível”.

Resultado de imagem para murilo becker liga sorocabana
(Foto: Marina Souza Gouvea/Liga Sorocabana)

Confira o bate-papo com Murilo Becker reforço do São Paulo para o NBB

Gostaria que falasse um pouco do Murilo Becker

R: Difícil falar da gente, mas cara, o Murilo é uma pessoa simples, tranquila, intensa no que faz, quando trabalha e na vida pessoal também, um cara apaixonado pelos filhos, um paizão, e uma pessoa do bem, feliz, e dedicado no que faz, intenso

Qual foi o caminho da sua carreira até a chegada ao São Paulo?

R: Sou do Rio Grande do Sul, sai de casa com 16 anos, passei por algumas equipes. Fui para conseguir um sonho, que sempre foi jogar na seleção brasileira, joguei última temporada, NBB, pelo Botafogo, depois tinha me aposentado até por uma decisão minha pessoal, por algumas coisas que aconteceram na minha vida. E ficar próximo dos meus filhos que moram com a mãe em São José dos Campos, eu queria estar junto com eles, podendo estar acompanhando na escola, dia a dia, fisioterapia, enfim, e depois acho que senti saudades. Aceitei o convite da Liga Sorocabana para jogar alguns jogos do Campeonato Paulista e peguei gosto de novo. Ai surgiu o interesse do São Paulo, nós conversamos, eu fiquei muito feliz com o convite do São Paulo, nós conversamos e deu tudo certo, hoje eu fiz meu primeiro treino, no Morumbi, poder vestir a camisa do São Paulo é especial para mim na minha vida

Como surgiu o convite do São Paulo para sua contratação?

R: Eu joguei contra o São Paulo aqui no Morumbi, foi meu terceiro jogo, em uma semana de trabalho lá em Sorocaba, a gente começou com uma conversa a partir dai e deu tudo certo. Estou muito feliz, a gente acertou no final do mês passado e hoje tive meu primeiro treino aqui, é especial para mim. Que venham jogos importantes, boas atuações e consequentemente que o São Paulo sempre esteja lá em cima na tabela e que a gente consiga chegar lá no topo do NBB que nós vamos disputar

Já atuou com algum jogador que está no atual elenco do São Paulo?

R: Já atuei sim, com o Jefferson em duas equipes: São José dos Campos e Bauru, e com o Douglas Kurtz joguei no Universo Vitória em Salvador

Como será para você poder trabalhar com o técnico Cláudio Mortari ?

R: Um prazer muito grande estar trabalhando com o Mortari, receber um convite do Mortari, um cara que tem história no basquete brasileiro, então um cara muito sincero, honesto, vai te falar o que tem falar, o que ele pensa, um cara trabalhador, então to muito feliz. Ele me falou uma coisa no que dia nos conversamos em minha apresentação aqui, que agora passei o muro, faço parte do São Paulo Futebol Clube e que a gente está junto, firme e forte nesse campeonato, então para mim isso é muito importante. Só eu sei algumas coisas que aconteceram comigo, então independente de qualquer coisa, hoje eu estou do lado de um cara que me escolheu, que mostrou interesse no meu trabalho e isso me motiva muito, então eu to muito feliz

Qual tipo de experiência você poderá contribuir para o primeiro ano do clube no NBB?

R: A forma que posso contribuir é a forma que trabalhei a vida inteira. Muita vontade, sempre fui um cara que trabalhei bastante, me dediquei bastante, e claro que a experiência ajuda também, como nós temos outros jogadores experientes também. Aquele dia a dia nosso, de trabalho, é importantíssimo para os jogos, então muita vontade, garra, porque se a gente tem essa oportunidade de vestir essa camisa, que a gente agarre da melhor forma possível

Gostaria que você comentasse um pouco sobre sua passagem pela Liga Sorocabana?

R: Minha passagem por Sorocaba foi muito especial, e um momento muito importante na minha vida. O convite do Rinaldo, eu fui sem saber o que as coisas iriam acontecer, mas também sabia que de repente as coisas poderiam mudar da forma que mudaram, tinha consciência disso. Eu estava muito bem, muito tranquilo, com outra cabeça. E o Rinaldo ajudou muito nesse momento meu, de voltar a jogar, e me motivar novamente, nós fizemos bons jogos, contra excelentes equipes. Então só tenho que agradecer o Rinaldo e a todos que trabalharam comigo lá, da comissão técnica e os meninos também. Que estão em um momento diferente dos atletas que eu jogo hoje aqui no São Paulo. Meninos que estão buscando espaço, que treinam para caramba todo santo dia para chegar em um nível de excelentes jogadores no Brasil e buscar o seu espaço. Então assim eu vi um lado, a meninada se dedicando, buscando, e isso me motivou também, em estar todo dia treinando, tentando, buscando, e tentando chegar no playoff, chegamos, e só não passamos do Paulistano no detalhe, então foi muito importante para mim

No Paulista, por muito pouco vocês não eliminaram no Paulistano, o que faltou naquela oportunidade?

R: Acabei respondendo um pouco em relação ao Paulista, foi por muito pouco mesmo. Acho que o primeiro jogo nós perdemos para nós mesmo, bobeamos em duas bolas no final, e defensivamente, erramos lances livres também e acabamos perdendo o jogo. E o outro jogo também que estava 20, acabou indo para 2, 3 pontos, e por detalhes também não vencemos. Então assim, parabéns a todos lá de Sorocaba que fizeram excelentes jogos, às vezes faltou um pouco de maturidade para a equipe, experiência, mas isso não apaga o que todos nós fizemos durante a competição”

Sua experiência no basquetebol vem sendo fundamental na sua carreira atual. Na LSB você trabalhou com a base em alguns momentos distintos, pretende fazer isso com os jovens do São Paulo?

R: Na LSB, os jogadores participam muito com a categoria de base. Eu acho isso muito importante para o crescimento desses meninos, eu sou um cara que estou sempre disposto a ajudar, no basquete ou fora, e então assim, claro que eu não vim para isso, eu vim para ser atleta, vestir a camisa da equipe do São Paulo. Mas o que eu puder ajudar na base do São Paulo, numa evolução dos meninos, que seja uma palavra, um treinamento, um movimento de basquete, uma vivência minha, alguma história, eu estou super a disposição como sempre estive na minha vida

Como será para você, poder jogar com a torcida do São Paulo do lado ?

R: Muito especial vai ser, com certeza, poder estar com a torcida do lado, estou esperando muito por isso, estou super ansioso, e isso me motiva bastante também, no nosso dia a dia

Como está sua expectativas para entrar em quadra com a nova camisa ?

R: Minha expectativa já era grande para vestir a camisa do São Paulo hoje no treino já, para entrar no Morumbi, como atleta do São Paulo, já era grande, imagina no primeiro jogo, então assim, to ansioso, e sei que tem muito trabalho pela frente ai

Qual recado você deixa para o torcedor do São Paulo ?

R: A mensagem para o torcedor são-paulino, primeiro é de agradecimento, por todas as pessoas que mandaram as boas-vindas aí, desejando sucesso nessa nova fase na minha vida. Então que isso me deixou muito feliz, pelo apoio dos torcedores são-paulinos e das pessoas que torcem por mim também. E que assim, a gente pode dizer é que não vai faltar empenho e vontade, que venham os resultados como consequência de muito trabalho

Matéria exclusiva do SPFC 24 Horas (@spfc24horas), respeitem os créditos!

@fbiomartins1 e @alex_bispo11

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.