Evolução?

Após uma eliminação como a de ontem, é difícil sentar a frente do computador e deixar de lado a passionalidade para escrever. Num primeiro momento a frustração pelo desempenho do time fala mais alto e as críticas que tem que ser feitas muitas vezes podem ser aumentadas ao quadrado com a decepção.

Obviamente Tiago Volpi não é e não pode ser o único responsabilizado pelo péssimo desempenho que o time apresentou, o coletivo da equipe está muito aquém do que se espera e parece que Crespo não identificou o que está acontecendo. Uma certeza que está aparente e que preocupa o torcedor é exatamente o assunto deste texto,  o que está acontecendo com Tiago Volpi?

Se eu escrevi ainda pouco que ele não é o único responsável pelos resultados ruins, também não posso eximi-lo de uma grande parcela de responsabilidade, afinal o goleiro tem um peso enorme na montagem de uma boa equipe. Volpi tem demonstrado uma intranquilidade que transparece para qualquer um que o observe com atenção, percebe-se até o descontentamento dos companheiros quando o gol acontece com uma falha direita do guarda metas tricolor.  E essas falhas tem a cada dia se tornado mais frequentes o que fez de Volpi um dos alvos do torcedor, ou parte deles. Após mais uma partida ruim na derrota para o Fortaleza que culminou na eliminação da Copa do Brasil, muitos questionamentos sobre o goleiro ganharam força e se antes ele era quase uma unanimidade agora é extremamente questionável a sua titularidade.

O melhor ou o menos pior?

Após a aposentadoria de Rogério Ceni em 2015, a torcida se viu sem um grande nome para defender a meta, Denis que era substituto imediato não conseguiu se firmar e a sua performance ruim nos jogos minaram a paciência do são-paulino. Renan Ribeiro foi a aposta seguinte e foi considerado superior ao antecessor, contudo também não conseguiu se firmar  e acabou deixando o clube em 2017. Sidão e Jean chegaram e também não duraram muito tempo, Sidão inclusivo foi um alvo frequente do torcedor que o considerava o pior goleiro  a vestir o manto na história recente.

Tiago Volpi teve sua contratação por empréstimo, anunciada no fim de 2018 e chegou para a temporada seguinte como destaque no gol são-paulino. Na primeira competição que disputou, ajudou o São Paulo a chegar a final do Campeonato Paulista depois de 16 anos com participação direta na semifinal quando defendeu 2 penalidades contra o Palmeiras. Nas competições que se seguiram o Tricolor foi eliminado na Copa Libertadores ainda na segunda fase e Copa do Brasil no primeiro confronto, sem culpa direta do goleiro o torcedor começou a depositar cada vez mais confiança de que finalmente tinha um bom nome em baixo das traves.

Embora tenha cometido algumas falhas, Volpi junto com o sistema defensivo fez com que o São Paulo se tonasse a equipe menos vazada do brasileiro. As atuações e a boa resposta da torcida fizeram com que o clube o contratasse em definitivo no fim do ano, afinal tínhamos uma EVOLUÇÃO NO GOL. Na temporada 2020 o torcedor se frustrou novamente com eliminações, algumas delas vexatórias, e no meio de tantas criticas ao elenco e ao treinador Tiago Volpi passava desapercebido e com muito prestigio junto aos torcedores.

Chegamos então nessa temporada, com treinador e comissão técnica renovada assistimos um excelente começo de ano com o titulo do paulista depois de 9 anos de jejum. A massa tricolor ficou confiante e passou a acreditar que poderíamos ter um desfecho diferente dos últimos anos, e foi aí que nosso goleiro passou a figurar de forma negativa. Uma parcela de torcedores já tinha vinha cobrando melhores atuações de Volpi durante o brasileiro de 2020, de fato a saída de bola e o excesso de confiança do arqueiro muitas vezes acabaram em gols dos nosso adversários.

As falhas que eram mais esporádicas passaram a ficar mais constantes e evidenciaram para alguns que talvez o goleiro não seja a solução definitiva. De fato as atuações dele tem sido cada vez piores, o arqueiro entrou em uma espiral negativa culminando em gols bizarros que por vezes fazem parecer que Volpi não é da posição. Quem o defende usa como referência os titulares do passado para compara-lo e dizer que ele é o melhor que tivemos após a era Ceni, do outro lado usam a mesma comparação para afirmar que os arqueiros anteriores não podem servir de parâmetro para considerar que Volpi é um ótimo goleiro. De fato ambos os lados tem um pouco de razão.

Se analisarmos os nomes que citei acima Volpi destoa e se sobressai como o mais seguro, porém ele tem uma vantagem também sobre os demais, afinal se ele tivesse chegado após a aposentadoria do Rogério a cobrança seria muito maior. A verdade é que sem uma explicação razoável Tiago Volpi vem errando de forma mais acentuada desde a vitória contra o Racing pela Copa Libertadores da América.

Ao falhar nos dois jogos contra o Palmeiras na fase seguinte ele pôs mais dúvidas no torcedor, a cada gol sofrido, a cada saída errada, a cada reposição mal feita, o goleiro perdia um pouco mais de crédito. As duas atuações ruins contra o Fortaleza foram a gota d’água para que  o torcedor fosse as redes sociais  pedir a contratação de um outro goleiro que até o momento é descartada pela diretoria. Costumo pensar que grandes goleiros passam por fases ruins assim como qualquer outro profissional, mas só com muita personalidade é que as boas atuações voltam. Me pergunto se Volpi terá essa personalidade, uma vez que ele não terá tempo para se recuperar fora de campo. Lucas Perri que é o atual reserva não tem a confiança da comissão técnica nem do torcedor devido as atuações inseguras que teve quando foi titular, e isso impede um afastamento de Volpi no momento.

Como mero torcedor é impossível entender essa queda vertiginosa de rendimento de um jogador, porém a função que Volpi ocupa é a mais ingrata do futebol, goleiro tem que ser seguro, firme e preciso, não pode errar. Os jogadores têm que olhar para o próprio gol e sentir que tem alguém de confiança. A impressão que temos no momento é que nem o próprio Volpi se sente confortável em baixo das traves. Uma certeza que temos é que se ele não conseguir recuperar o bom futebol e transmitir segurança sua passagem no São Paulo será encurtada.

Em minha opinião pessoal, Volpi tem várias deficiências que um goleiro moderno não pode ter, pouca envergadura, dificuldade em bolas aéreas, erro de posicionamento e uma reposição ruim com os pés. Mas torço para que ele volte a atuar bem e retorne a normalidade. Que Volpi consiga dar a volta por cima, afinal o sucesso dele também é o do São Paulo Futebol Clube.

Pro São Paulo FC Fiant Eximia

Concorda? Não? Deixe Seu comentário de forma educada.

Adriano Carvalho – Twitter  @AdrianoC80

One thought on “Evolução?

  • 16 de setembro de 2021 em 23:11
    Permalink

    O Volpi é sim o melhor goleiro dos últimos anos. Pega no pé do cara e esquecem dos perebas que estiveram aqui. Seria bom ter o Denis de volta para ver se é bom. Nenhum jogador serve aqui quando está perdendo. Esperava mais de um site que se diz de torcedores.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: