Decepção pós-eliminação, mas é preciso de tempo com novo trabalho, já com o planejamento…

(Foto: Reprodução | Fox Sports)

Cabeça inchada, aborrecimento, decepção, raiva, desânimo. Uma mistura de sentimentos foi o que rolou na quinta-feira (19) à noite. Fomos do céu no 2a0 ao quinto do inferno no final do jogo.

Cobrar do Aguirre e dos jogadores? Até podemos porque o lado esquerdo da defesa falhou, onde deveriam estar Militao e Liziero, que se posicionaram mal na jogada do empate do Furacão. Mas cobrar como se o técnico e os jogadores começaram outro dia a treinar… Aguirre e Liziero não tem -pasmem – 10 jogos a frente do time. Querem milagre? Peçam a receita ao Paulo Coelho em seu caminho a Compostela. Futebol é treino, é repetição, é entrosamento. A cada ano estamos reestruturando, reciclando o elenco, eternamente…
Nem Guardiola, nem Klopp, nem Zidane fazem milagre. Nem mágica.

Pós apocalipse-furacão novas “velhas” novidades arrepiantes vem por aí: Militão indo para o Porto? Diego Souza indo para o Vasco???
Desculpe Raí, mas foi um festival de besteirol em termos de estratégia com o carimbo de atestado de burrice no caso dessas hipóteses acontecerem. Militão é uma realidade, e o problema deveria ter sido resolvido em janeiro. O caso Diego é grave, porque fazer 10 milhões e mais quase 500 mil de salários serem transformados em fumaça é um atestado de incompetência. Sem esquecer de 6 milhões em um jogador que por mais esforçado que seja vale 1/6 do custo. Não é mesmo, Trellez?

Goleiro, a esperança seria testar Lucas Perri. Porque Jean está cru e Sidão não tem nem a capacidade nem a competência nem a hombridade (tendo em vista a briguinha de jardim de infância com Jean) de envergar uma camisa que foi de Ceni, Zetti,Gilmar, Valdir Peres, Sérgio, Poy. Não é um goleiro seguro nem com as mãos, nem com os pés, nem para defender penalidades nem para defender chutes difíceis.

Mais um erro de avaliação estratégica. Havia opções como Volpi, Armani e até mesmo Martin Silva. E escolhemos Jean.

Para quem é um empresário de sucesso, Raí você está fazendo muita bobagem no mundo do futebol… Espero que tenha aprendido com os erros, porque custaram caro tanto em termos financeiros como futebolístico.

E Leco? Leco se esconde atrás de Raí, de Ricardo Rocha e de Lugano. Mostra o show de horrores que o São Paulo se transformou em termos de futebol. Porque hoje está mais para clube social, porque futebol não ganhamos nada há 6 anos e não ganhamos nada importante há 9 anos…

Não é para estarmos revoltados?

É sim. É para estarmos inconformados como o Aguirre, como o Jucilei, como o Arboleda.

E para finalizar: está no fim do ciclo do Cueva, de quem não dependemos mais e que não teve e não tem comprometimento; assim como já deu o ciclo do Rodrigo Caio, que representa a imagem de “perdedor” desse SPFC. Foi ele que ajudou o Furacão em Curitiba.

Só resta esperar um Brasileiro no minimo como obrigação da diretoria , comissão técnica e elenco com uma classificação à Libertadores.
É isso ou isso mesmo.

Adriane Falcão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.