Bem-Vindo ao SPFC24HORAS

Cuca pede desculpas aos jogadores por declaração sobre mudanças no elenco

(Reprodução Fox Sports)

O técnico Cuca reapareceu para conversa com imprensa, o motivo foi se retratar de uma declaração que deu logo após a eliminação para o Bahia, sobre atletas que estariam de saída.

A declaração foi a seguinte: “Quando se tem um grupo grande, quando se tem jogadores que praticamente sabem que vão sair, mas não de imediato, isso tudo causa um efeito e você está dentro desse contexto. Essas pessoas que vão sair não é que são más pessoas, não são maus profissionais, mas isso foi escolhido para diminuir a folha e também pela eliminação. Não vou dizer que com a saída deles vai e a chegada de outros, que a gente tem carência em algumas posições, tende a melhorar”.

Explicação do Cuca 

“Foi na tentativa de mostrar que tem planejamento, e ele segue. Mas reconheço que foi no momento errado. De forma indireta, mesmo sem querer, acaba expondo algum jogador. Peço desculpas aos jogadores que se sentiram ofendidos. Não era esse o intuito, de forma alguma. Era para proteger, mostrar que tem planejamento, não expor – justificou o treinador.”

Pedido de desculpas

“Eu, experiente, errei. Em entrevista coletiva, não gosto de ficar fugindo de perguntas, e falei algo de ordem interna e errado. Foi um erro meu, sem dúvida nenhuma. Não agrega nada externar as nossas ideias. Até para os próprios jogadores já pedi desculpa. Como não nominei ninguém, não citarei nomes aqui. Mas, quem se sentiu ofendido, que tenha as minhas desculpas.”

Sobre busca de centroavante

“Todos aqui somos muito transparentes, claros e honestos. (Gerente executivo Alexandre) Pássaro, Raí, eu, (coordenador técnico Vagner) Mancini, o presidente. Mas agora não é hora de falar. Daqui 45 horas, tem o jogo. Precisamos trabalhar internamente. Já fiz besteira de falar antes, agora não vou fazer outra”

Protesto

A torcida marcou um protesto para esse sábado (1) e Cuca falou: “Já participei disso em muitos clubes. É o outro lado. Um mês atrás estávamos no Morumbi com eles nos incentivando para a semifinal contra o Palmeiras. Quero dar um recado para eles: não estamos de braço cruzados. O resultado vai vir. Mas domingo não pode protestar. Tem de incentivar para a gente ter uma chance de vencer”.

Maior desafio?

“Em 2016, aqui do lado (no Palmeiras), tomamos uma goleada para o Água Santa e eu falei que seríamos campeão. Parecia loucura, mas aconteceu. A gente não está no fundo do poço. Estamos em um quarto lugar e vamos reagir. Não sei se vamos ser campeões, mas vamos reagir”.

Objetivo no Brasileirão

“Pode ser uma vaga de Libertadores. Vamos pensar. Mas porque não podemos pensar em ser campeão. Mesmo em um momento ruim. Tem de ter grandeza e confiança”

Reunião com elenco

“Vários temas. Falamos de levantar a cabeça. Amanhã tem protesto e nós criamos ele. Temos de criar condições para sair dele. Um time grande quando fica tempo sem vencer e vem enfileirado fracassos é difícil”

Psicológico abalado?

“Não adianta nada. Técnica e tática. Tem de ser aqui [aponta cabeça e coração]”

Problema ofensivo

“Não gosto de falar em números. Parece uma defesa. Tivemos 12 oportunidades lá. Não deu. Tem de ter persistência. Não calma. É persistência. Eu tento passar para eles confiança e naturalidade”.

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: