Conheça um pouco dos adversários do SPFC na Copinha 2022

Tricolor estreia no dia 5 contra o CSE, em busca do pentacampeonato da competição

Com os grupos, as sedes e datas definidos, em pouco mais de 10 dias teremos a estreia do São Paulo na Copa São Paulo de Futebol Junior, que começa no dia 05 para as equipes do Grupo 21, onde o Tricolor tentará a quinta conquista do torneio mais antigo da base no país.

A sede do grupo 21: São Caetano do Sul e o Anacleto Campanella
Foto: Divulgação/Prefeitura de São Caetano do Sul

Conhecida por ser uma das cidades com maior índice de desenvolvimento humano (IDH) do Brasil, São Caetano do Sul é também uma das menores da região do ABC Paulista, mas somente no quesito de área. Atualmente tem mais de 160 mil pessoas que moram na cidade, além de ter diversos pontos de lazer, trabalho e esporte, que fazem também ser um local bem desenvolvido com o passar dos anos.

O Estádio Lauro Gomes de Almeida, atual Anacleto Campanella pertence hoje ao time que leva o nome da cidade e tem capacidade para pouco mais de 15 mil pessoas, voltando também a ser sede da Copinha após 5 anos, quando na ocasião, São Caetano foi time-sede do grupo com Flamengo, São Bento e Central (PE).

Todavia, para quem for acompanhar os jogos do Tricolor na Copa São Paulo precisará se locomover bem, já que o estádio não fica próximo as duas estações na cidade: Utinga e São Caetano. Se descer em Utinga, poderá pegar um carro particular que em 10 minutos estará no estádio, ou se preferir andando, caminhará pouco mais de 3,5km em 25 a 30 minutos; caso desça em São Caetano, mais longe para ir andando, porém pode pegar o ônibus Boa Vista (linha 07), que deixa na frente do Anacleto Campanella.

Desportiva Perilima (PB)
Escudo da equipe paraibana

Fundado em 1992 por uma fábrica de sordas e bolachas, a equipe da cidade de Campina Grande já precisou até da ajuda de uma comunidade no extinto “Orkut”, quando precisou receber doações em dinheiro, após a Federação Paraibana de Futebol prometer R$ 100 mil aos clubes, mas não foi o suficiente e o clube fechou as portas durante sete anos, voltando em alto estilo, quando até o presidente do clube Pedro Ribeiro, mesmo com 68 anos queria entrar em campo para ajudar a Águia, mas não foi liberado.

Atualmente, a equipe valoriza bastante a base, participando de diversos torneios pelo país nas categorias juniores, e também realizou em outubro uma peneira para selecionar os jogadores que viajarão para São Paulo disputar a Copinha. Além disso, o clube é pouco conhecido também devido ao seu grande rival Campinense ter mais relevância e estar sempre aparecendo em níveis regionais.

CSE (AL)

Homenageando o Fluminense com suas cores verde, vermelho e branco, o Clube Sociedade Esportiva nos seus 74 anos de história, já viveu algumas situações um tanto quanto bizarras, como precisar trocar o nome de “Social” para “Sociedade”, além de doar o estádio para a prefeitura, tudo para fugir das dívidas. Além disso, a equipe foi rebaixada quatro vezes para a segunda divisão do estadual, incluindo a mais recente, em 2018, sendo campeão no ano seguinte.

Um feito histórico para Palmeira dos Índios será participar pela primeira vez do Campeonato Brasileiro da Série D, e também ser a primeira competição em nível nacional que o “Tricolor Palmeirense” irá ter pela frente. O clube, no nível profissional trouxe o jogador Neto Baiano, conhecido na região nordeste e com passagens por diversos clubes.

Já nas categorias de base, a equipe vem crescendo, e para 2022 vai em busca de uma classificação para o mata-mata, além dos jogadores estarem inspirados, já que no último dia 17 se consagraram campeão alagoano sub-20, após vencer o CRB por 2 a 0, jogando em Palmeira dos Índios.

São Caetano

“No dia 4 de dezembro aconteceu aquele fato que marcou a nossa história”, e foi em 1989 que nasceu a Associação Desportiva São Caetano, que em poucos anos se tornou conhecido no país inteiro, principalmente no começo dos anos 2000, que foi o início das seis temporadas históricas que marcaram até hoje o Azulão.

Depois de ser vice da Copa João Havelange e também do Brasileirão de 2001, o São Caetano surpreendeu a todos quando chegou na grande final da Libertadores, sendo derrotado de virada para o Olímpia e nos pênaltis, com requintes de crueldade. Mas, veio as conquistas do Paulistão de 2002 e 2004, a quase heróica classificação contra o Boca Juniors, novamente na disputa de pênaltis.

Nos últimos anos, a equipe viveu uma crise financeira e que fez a equipe, que sempre estava disputando a Série B, ir para a última divisão nacional e em algumas temporadas, nem conseguir a vaga para participar e tentar buscar voltar as divisões superiores. Em 2020, uma goleada por 9 a 0 contra o Pelotas foi a maior sofrida da história do clube, e foi em forma de protesto dos jogadores do profissional que não recebiam o salário, e nessa partida os meninos da base tiveram que entrar em campo.

Para 2022, o Azulão tentará novamente passar da fase de grupos, como sempre ocorre nos últimos anos, ainda mais por ter o apoio do seu torcedor e jogando em casa. Na última vez que isso aconteceu, a equipe chegou até a terceira fase e foi eliminado pelo Flamengo, um dos adversários do seu grupo.

Confira as datas e horários dos jogos do Grupo 21:

São Caetano x Desportiva – 05/01, 17h

São Paulo x CSE – 05/01, 19h30

São Caetano x CSE – 08/01, 19h15

Desportiva x São Paulo – 08/01, 21h30

CSE x Desportiva – 11/01, 17h15

São Caetano x São Paulo – 11/01, 19h30

Todos os jogos do São Paulo terão transmissão do SporTV, e a cobertura total você acompanhará em nosso site e nas nossas redes sociais.

Christopher Henrique

Estudante de Jornalismo pela Uninove, fotógrafo apaixonado por colecionar momentos e aventureiro de nascença, vive o São Paulo FC e ama um futebol alternativo, principalmente as divisões de acesso.

Deixe um comentário