Sul-Americana com grupos e Copa do Brasil desde o início; o 2022 do São Paulo fora da Libertadores

São Paulo ficará fora da Libertadores pela primeira vez na década (Foto: Divulgação)

Em razão da péssima campanha no Brasileirão 2021, a pior da sua história no formato de pontos corridos, o São Paulo não vai disputar a próxima temporada da Conmebol Libertadores.

Como se não bastasse o futuro impacto financeiro desta ausência (que não será pequeno), outro fator que vai sofrer complicações será o calendário, uma vez que os desafios fora da principal competição continental serão diferentes dos anos anteriores.

A partir de abril, o São Paulo disputará a Conmebol Sul-Americana, exatamente 10 anos depois do seu primeiro título no torneio, em 2012. A competição mudou de formato recentemente. Agora, tem Fase de Grupos, com 4 equipes e 6 datas, assim como a Libertadores. Porém, uma diferença muito importante é que apenas o campeão de cada grupo passa para a fase seguinte. Na edição passada, por exemplo, o Corinthians foi eliminado em um grupo que tinha o Peñarol, que acabou classificado.

Fora da Libertadores, o São Paulo também vai ter que disputar a Copa do Brasil desde o seu início, a Fase 1. A etapa inicial coloca os melhores posicionados no ranking da CBF que não disputam a Libertadores contra os piores ranqueados classificados na competência. Sendo assim, há grande possibilidade de cair contra adversários de locais de acesso mais complicado, como Amazonas, Acre, Rondônia, Amapá, etc. Ou seja, possibilidade de longas viagens já no início da temporada.

A ausência na Libertadores tende a custar caro para o São Paulo, não apenas nos cofres. E Rogério Ceni terá que se esforçar para que essas sérias adversidades sejam superadas.

Caio Felix
[email protected]

Caio Felix

Jornalista. Redator do Futebol Profissional no SPFC 24 Horas. Também estou no Twitter através de @OCaioFelix

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.