Benitez revela dica do Ceni, e treinador mostra realismo do momento

(Reprodução Globo)

O São Paulo buscou empate no final com o Fortaleza em pleno Castelão… Pois o motivo: a cobrança perfeita de falta do Martin Benitez.

Treinador do São Paulo analisou jogo e falta de gols

Analisando a estratégia do jogo, Ceni disse: “Foi um jogo bem competitivo. Uma equipe que tem força física, pressão e marcação. O tom do Fortaleza é nesse sentido. Tentamos igualar essa força no meio, com Igor e Sara. Adiantamos Reinaldo para pegar Tinga, e os atacantes com zagueiros para pressionar”. Mas completou dizendo que: “Sem a bola fizemos bom jogo, com a bola que não temos conseguido produzir principalmente nos jogos fora de casa, Bahia e Fortaleza”.

Sobre a chegada no clube ser mais tensa do que imaginava: “Pelo que eu vinha acompanhando, era um momento de dificuldades, vinha em muitos empates, marcando poucos gols. Estamos tentando, mas não estamos conseguindo, tivemos muitas chances nos primeiros quatro jogos. Defendemos bem, não toma tantos gols”. Pois prosseguiu: “Mas precisamos tentar alternativas para tentar mais ofensivo e ter chance de gol. É difícil sem não ter velocidade, jogamos dentro do sistema nas peças do nosso elenco. O único de velocidade é o Marquinhos”.

No elenco e a falta de velocistas: “Esse ano não tenho como resolver. Para ter profundidade, precisa jogar com atletas abertos, a única maneira é liberar os alas, por não ter velocistas. Não tenho troca de velocista por outra, mesmo que inicie com Marquinhos. Montagem do elenco não tem variação de jogo”.

Ceni elogia Benitez, mas com ‘cobrança’ e analisa entrada do Marquinhos

Ceni falou sobre o gol de falta de Benitez: “Fico feliz, o gol de falta em especial, uma coisa que treinava muito. Ele e o Vitor Bueno ficaram na bola. Repetiu gol que fez contra o Palmeiras, mesma distância. Tem que treinar e repetir, para fazer mais vezes”. Em seguida completou falando: “Fico feliz pelo Benitez, ele dentro das condições é diferenciado, precisamos fazer com que evolua na parte física para ser mais competitivo. É de vital importância”.

Sobre o Marquinhos na ala direita: “Não era ele (Marquinhos) na marcação do gol… Precisava ser ofensivo pelo lado, achei que tinha que tentar uma alternativo. Marquinhos é de velocidade, acho que fez uma produtividade ofensiva e recuperou várias bolas. Estamos tentando achar”.

Rogério Ceni sobre a briga e prejuízo sem Libertadores

Analisando friamente, disse: “Posso dizer é que estamos tentando fazer mais número de pontos possíveis, faltam sete rodadas. Estamos intermediário entre duas brigas. A distância entre Pré-Libertadores e rebaixamento é quase a mesma. Precisamos jogar melhor futebol possível”.

E sobre o prejuízo financeiro com o time fora da Libertadores, revelou: “Prejuízo pelo que eu sei, já tem a bastante tempo né? Há anos… Lembro de 150 milhões de dívida, e hoje tem 600 milhões. Prejuízo vem aumentando ano após anos. Mas é gostoso ver o São Paulo jogando Libertadores, espero brigar por isso, mas objetivo é somar pontos”.

Benitez revela dica

O meio-campista argentino bateu uma falta perfeita aos 92 minutos, e falou sobre dica do Ceni: “Rogério Ceni no treino sempre dá a recomendação de colocar o bico para baixo para a bola baixar mais rápido”.

Mirando próximas rodadas, comemorou ponto: “Levamos um ponto e podemos melhorar nas rodadas seguintes”.

Suspensos

O São Paulo perdeu Gabriel Sara, Welington e Nestor para o jogo contra o Flamengo no próximo domingo (14). Mas contará com a volta de Rigoni, enquanto Arboleda seguirá na seleção equatoriana.

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe um comentário