Análise do adversário – Botafogo – 8ª Rodada

(Foto: Fábio Martins | SPFC 24 Horas)

Na 8ª rodada do Brasileirão 2018, o São Paulo receberá o Botafogo no Estádio do Morumbi, duelo histórico entre tradicionais equipes brasileiras que já tiveram encontro até mesmo em final de Campeonato Brasileiro, ao longo da história foram 103 jogos, com um pouco mais de vitórias do São Paulo, são 42 a 38!

Em 2017, as equipes se enfrentaram no Brasileirão, no Rio de Janeiro aquela virada histórica na reestreia do Hernanes pelo São Paulo, 4 a 3, já no Pacaembu, empate de 0 a 0, na época o treinador da equipe carioca era Jair Ventura, enquanto o Tricolor era comandado por Dorival Júnior, muitas mudanças de lá para cá…

A temporada do Botafogo não é das melhores, o começo de ano foi com um técnico caseiro, Felipe Gonçalves, mas o começo razoável no Carioca e principal a eliminação precoce na Copa do Brasil para o Aparecidense-GO, fez com que ele fosse demitido e Alberto Valentim assumisse. O novo treinador que inclusive é aquele ex-lateral que passou pelo São Paulo no fim dos anos 90, engatou uma sequência, tirou o Botafogo na semifinal e foi campeão nos pênaltis sobre o Vasco, o ressurgimento?

VEJA ⇒ O pré-jogo de São Paulo e Botafogo, todos os detalhes como prováveis times e histórico de confrontos

O título carioca ao vencer os rivais Vasco e Flamengo deram um gás para o time de Alberto Valentim, em seguida vitória fora de casa na Sul-Americana, 2 a 1 sobre o Audax Italiano do Chile, já na estreia do Brasileirão empates contra Palmeiras, em casa, e Sport fora de casa, seguidos da vitória sobre o Grêmio, veio a derrota para o Cruzeiro, fora de casa, porém em seguida empate com o Audax Italiano em casa, mas com classificação, e vitória sobre o Fluminense, 2 a 1, o momento era bom, até que derrota para o América Mineiro, fora, e o empate em casa com o Vitória geraram instabilidade como mostram os números do Botafogo em 2018, são 27 jogos, 11 vitórias, 8 empates e 8 derrotas, são 31 gols marcados e 31 sofridos.

O provável time de Alberto Valentim que elogiou o esquema com três volantes no mês passado, mas deve sacar Gustavo Bochecha e recuar João Pedro para a armação: Jefferson, Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso e Matheus Fernandes; João Pedro, Leo Valência e Luiz Fernando; Kieza, formando um 4-2-3-1. Os desfalques são o goleiro Gatito, e os meias velozes Renatinho e João Paulo, trio que faz falta para a equipe botafoguense.

O Botafogo está sofrendo para encontrar um meia armador, ainda mais sem contar com Renatinho e João Paulo, o técnico Alberto Valentim testa opções, para enfrentar o São Paulo deve tirar Gustavo Bochecha que é um atleta mais de marcação, recuará João Pedro na função de armador, com apoio de Leo Valência, meia chileno, veloz, e Luiz Fernando que também costuma auxiliar na armação de jogadas, formando uma trinca de armadores, ainda contam com a dupla de volantes busca ajudar na saída de bola e armação das jogadas, é a tentativa do treinador botafoguense para tentar com que o time seja mais agudo como é o exigido pelo torcedor e citado até mesmo pelos próprios atletas do clube. Na reserva existem opções interessantes como o meia Marcus Vinícius que fez dois gols contra o São Paulo em 2017, os atacantes Aguirre, Pimpão e Brenner.

Em 2018, o artilheiro do Botafogo é o atacante Brenner, 8 gols marcados, começará o jogo no banco, em seguida vem Kieza com cinco gols, depois Rabello, Lindoso e Pimpão com três gols. O líder das assistências é o lateral-direito Marcinho com 6 assistências para gol, seguido pelo meia Valencia com 5, enquanto Ezequiel e Pimpão contém duas.

Ponto forte: O Botafogo contém uma dupla de zaga alta e que costuma ir muito bem pelo alto, defensivamente, e também ocasiona perigos na bola parada ofensiva. É uma equipe varia bastante no posicionamento, são três atletas que podem fazer a armação e as pontas, os laterais gostam de atacar, os volantes também surgem como surpresa no ataque, portanto é preciso ficar atento nessas mudanças.

Ponto fraco: Marcação, o time do Botafogo levou gols em todos os jogos no Brasileirão, e na temporada também tem números ruins, mostra que o setor defensivo não é tão confiável, principalmente pelos seus laterais Marcinho e Moisés, este que retornou recentemente de lesão, mas ambos não são marcadores. Outro fator é a armação  do time, sem contar com João Paulo e Renatinho, com Leo Valencia sem embalar uma boa sequência, Alberto Valentim ainda não achou o armador da equipe.

Fique de olho: Leo Valencia, apesar de ainda não ter se destacado com a camisa do Botafogo, o meia é habilidoso, veloz, se movimenta bastante e é o dono das bolas paradas do time, fez apenas um gol na temporada, mas deu cinco assistências, vale ficar de olho no atleta.

Reencontro: O atacante Kieza que durou cerca de três meses no São Paulo, reencontra o time que fez apenas dois jogos no clube em 2016…

Caso tenha alguma informação ou correção, comente…

Fábio Martins

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.