Aguirre explica mudanças no time: “Buscar alternativas, encontrar variantes”

(Foto: Reprodução | SPFCTV)

O técnico Diego Aguirre conversou com a imprensa após o empate em 0 a 0 com o Atlético Paranaense em pleno Morumbi, explicou escolhas como Jucilei e Nene no banco, também comentou sobre a atuação do time e o momento vivido nesta altura da temporada.

Sobre jogo

“Obviamente nós queríamos ganhar, mas não aconteceu, então teremos que continuar e ganhar o próximo. Sinto que o time mostrou outro espírito, brigou, foi intenso, teve atitude, talvez faltou jogo, mas sinto que melhoramos. Finalizar melhor, tivemos bastante chances propícias para encontrar o gol, não fizemos, e acabamos pagando caro, não podíamos vencer o jogo”.

Jucilei e Nene banco

“Mudei alguma coisa, partida anterior jogou o Liziero, agora não, tenho dois jogadores suspensos, no último jogo para esse foram 5 jogadores diferentes, faz parte do que tenho que fazer, buscar alternativas, encontrar variantes, o time está tendo dificuldades, preciso encontrar alguma solução!”

Time mais ofensivo

O técnico concordou com repórter que disse que mesmo na fase boa o time sofria para criar e depois ao ser questionado sobre tentar um time mais ofensivo, disse: “É uma possibilidade, em algum momento teremos que encontrar o nível que o time teve, e para isso precisa da vitória, que muitas vezes mudam bastante coisa, precisamos acreditar. Com a atitude de hoje, com espírito, vamos voltar!”

Éverton ausente

“Estou buscando alternativas, faz muitos jogos que Éverton está fora, e todos sabem que é um jogador importante, estou buscando variantes, acho que Reinaldo pode ajudar, assim como outros jogadores. E não é só Éverton, tem outras coisas”, completou dizendo que o problema não é só a ausência do Éverton.

Chance para a base

“Helinho estava no banco, era uma opção que pensei no momento, aconteceram algumas coisas durante o jogo que não pude colocar ele, tem pressão, podem não corresponder, mas tanto Helinho quanto Antony podem fazer parte do time, assim como foi Luan!”

Título

“Vamos ver o que acontece, mas não ganhar nos deixa mais distantes, não temos que pensar nos outros times, e sim em melhorar, voltar as vitórias, depois ver o que acontece!”

Torcida

Sobre a torcida ter vaiado e cantado músicas de protesto, Aguirre disse: “Fizemos dois jogos muito ruins, e a expectativa era alto por brigar pelo título, normal que eles se expressem, as vaias, se o São Paulo voltar a ganhar, eles voltarão, não dou importância, pois temos que assumir que é preciso melhorar”, e completou sobre os gritos de ‘time de amarelão: “Eu não sei o que isso de amarelão, é normal que torcedor tenha momento que queira que o time se expresse, não é algo que tenha tanta importância!”

Críticas demasiadas

“Esse elenco já personalidade mostrou em momentos de dificuldades, mostrou jogo, ninguém imaginava que o São Paulo tivesse brigando por título, passaram meses e viramos candidato, então a gente não era tão fenômeno como falavam na época e nem tão ruim hoje!”

Elogios exagerados na boa fase

“Não gosto de tantos elogios, pois não era assim, mas também não gosto de tantas críticas, prefiro manter intermédio, vamos ver o que vai acontecer no dia 12 de dezembro, qual a conclusão do time neste campeonato!”

Entrega do time

“Os jogadores querem ganhar, dar alegria para a torcida, e sentem essa responsabilidade, quando os resultados não são o que esperamos, é normal que fique uma preocupação. São situações que precisamos fazer,sempre tentando que o time esteja melhor para o próximo jogo”.

Carneiro

“Para mim jogou bem, temos que lembrar que ele vem machucado, um ano sem ritmo de jogo, mas hoje ele está cada vez melhor, está mostrando sua qualidade, intensidade e velocidade, ainda tem muito para render!”

A coletiva do Aguirre

Fábio Martins

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.