#SPFC91 – Salve(M) o Tricolor Paulista!

Neste 25 de janeiro, o São Paulo Futebol Clube completa 91 anos, sendo o caçula entre os grandes clubes do país. Mas devido aos acontecimentos recentes do clube, há o que comemorar?

Todo clube passa por turbulências, crises, vexames, ilusões e coisas do tipo, o esporte é uma montanha russa tanto de sentimento quanto de conquistas. Mas e quando o clube mais vitorioso do país passa por este momento a quase 10 anos e os torcedores não veem um fio de esperança para que as coisas melhorem? Como lidar em ver seus rivais colecionando taças e bons momentos enquanto seu clube está a deriva…?

O SPFC era até alguns anos atrás exemplo em muitas frentes para os clubes de futebol, gestão financeira, política, educacional, times competitivos que estava sempre brigando e conquistando títulos (e mais títulos). Mas e hoje, o que aconteceu para o clube exemplo do país passar a ter a péssima imagem que transmite e aflige seu torcedor.

A mudança filosófica na gestão administrativa da marca SPFC, política e financeira são os principais motivos. O São Paulo hoje não consegue fazer acordos com o “patrocinador master” pelo valor que outros grandes clubes no país estão fazendo, o clube que mais arrecadou com venda de jogadores jovens não soube investir em estrutura e reformulação, o caos político está cada vez maior e antes os conflitos internos que não eram vazados hoje qualquer desavença já é noticiado. Pessoas mais interessadas em seu “bem estar” do que com o clube, pessoas mais preocupadas apenas com suas convicções que melhorar o clube, pessoas sem formação acadêmica necessária para exercer os cargos, pessoas ultrapassadas querendo gerir um clube na era moderna. Pessoas fizeram isso com o clube porque o estatuto permite.

O São Paulo hoje não sabe mais explorar seu nome e sua imagem no Brasil, muito menos no exterior (onde é bem conhecido), o programa de sócios torcedores ainda é muito falho e com vantagens mínimas, os produtos são limitados, até hoje por exemplo são raros produtos femininos e também de outros esportes, alguns em alta como o basquete.

Esportivamente o clube a cada ano tem as esperanças renovadas mas ao passar das competições ou até mesmo no início delas, tudo desaba e a eliminação vem, algumas por times tecnicamente mais fraco. Só neste ano de 2020 o São Paulo perdeu para Mirassol nas quartas de finais do Paulistão, eliminando na fase de grupos da libertadores, na primeira fase da sul-americana para o Lanús-AR e na semi final da Copa do Brasil para o Grêmio.

Mas nem tudo é desgraça nesses últimos anos, o São Paulo é um dos poucos clubes que mesmo em meio a crise e problemas citados chega mais perto de sair da fila de seca de títulos. Mesmo colecionando vexame atrás de vexame, ficando difícil colocar em prateleiras do pior pro menor dos males, o clube ainda sim vem flertando com conquistas, algo que o tiraria da seca e sacramentaria uma das menores secas de clubes brasileiros. Neste período o clube chegou a finais de estadual, semi finalista de libertadores e copa do Brasil. Parece pouco, mas para quem vive tempos sombrios, esses momentos servem mais como esperança que dias bons voltarão e de que tudo irá melhorar. Mas para isso além de jogadores compromissados em vencer temos que voltar a ser o clube exemplo deste país para podermos voltar a colecionar títulos sem perder a mão financeiramente.

Hoje que possamos mais agradecer por amar e torcer para um clube tão vitorioso mas principalmente pedir para que volte a ser o São Paulo Futebol Clube que o MUNDO conhece.

 

“QUE HOJE O SÃO PAULO VIVA MAIS FORTE EM NÓS DO QUE NÓS MESMO”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.