Notas – São Paulo 1 x 5 Internacional | 31ª rodada – Brasileirão 2020

Boa noite, nação tricolor.

Bom, não temos muito o que dizer, né? A segunda goleada sofrida logo no primeiro mês do ano, pior ainda, numa disputa direta pela liderança e em casa. O São Paulo começou totalmente apático, o Inter era todo ataque buscando logo o primeiro gol, tanto que aos 7′ achou, Moisés levanta a bola na área e Cuesta aparece livre pra cabecear e abrir o placar, o time do Morumbi parecia não entender oque estava acontecendo, perdido em campo o São Paulo viu o Inter dominar praticamente o primeiro tempo inteiro, aos 23′ Yuri Alberto acha Caio Vidal na falha de marcação de Léo e Reinaldo, livre, para ampliar o placar.  Uma reação foi esboçada com o gol de Luciano ainda aos 35′ num escanteio desviado por Reinaldo, o camisa 11 cabeceou pro fundo do gol de Marcelo Lomba.

Pelos primeiros minutos do segundo tempo, podia até se dizer que o São Paulo parecia ligado, em busca do empate e quem sabe da virada, mas não foi o que aconteceu. Vitor Bueno que havia entrado pós intervalo, errou na saída de bola e Yuri Alberto se aproveitou para fazer o terceiro do time sulista. O técnico Fernando Diniz promoveu mudanças ofensivas em busca de diminuir o placar, o que acabou deixando o Tricolor mais exposto, e após uma enfiada de bola de Edenílson na intermediária, Yuri Alberto sai de cara com Volpi, finta o goleiro são paulino e faz o quarto do Inter na partida aos 20′. O golpe final veio dois minutos depois com o hat-trick de Yuri Alberto, Patrick o lança e o atacante entra livre, finaliza rasteiro e esquerda e fecha a goleada no Morumbi.

São Paulo é goleado pelo Inter em casa e deixa a liderança do Brasileirão.(foto: Marcos Ribolli)

 

Notas – 

 

Tiago Volpi – Sem culpa nos gols, mas tomou cinco. — 3.0

Reinaldo – Pilhado, parece não ter psicológico para jogos grandes e decisivos, falhou no segundo gol. — 0.0

Bruno Alves – Atrapalhado, rebateu as bolas que deram, perdeu muitas na corrida. — 0.0

Léo – Nitidamente assustado em campo, errando saídas e falhas de posicionamento, falhou em pelo menos dois gols. — 0.0

Juanfran – O espanhol não foi bem, marcou, mas com também estava um pouco atordoado, o coletivo o afetou bastante. — 0.0

Luan – Deixou muitos buracos no setor em que atua, inclusive no segundo gol do Inter. — 0.0

Daniel Alves – O camisa 10 não vem bem e não é de hoje, erra muitos passes, inclusive um de seus erros hoje resultou em gol adversário, tenta algumas coisas mas não vem sendo suficiente. — 0.0

Gabriel Sara – Má fase do jovem meia, não vem bem há alguns jogos, é um jogador mais tático do que técnico, porém anda deixando a desejar demais. — 0.0

Tchê Tchê – Ganhou a chance de começar como titular novamente, porém não aproveitou, tentou um ou dois chutes de longa distância, no mais toques sem objetividade. — 0.0

Brenner – Apagado há alguns jogos, o garoto de cotia entrou em má fase e parou de marcar gols, não vem sendo produtivo como antes, pouco participativo. — 0.0

Luciano – O único com vontade dentro do campo hoje, se todos tivesse 1% da vontade que tem o camisa 11, estaríamos líderes ainda. Voltando de lesão o atacante brigou, lutou, buscou jogo, se esforçou e ainda deixou o seu gol solitário a favor do Tricolor, o time não merece esse jogador. — 6.0

Vitor Bueno – Entrou e presenteou o Inter com o terceiro gol, parabéns! — 0.0

Igor Gomes – Começou no banco, entrou e pouco produziu. — 0.0

Paulinho – Entrou e pouco fez também. – Sem nota.

Gonzalo Carneiro – Muita raça, mas falta qualidade, entrou e pouco fez nos 20′ — Sem nota.

Diego Costa – Não sei porque entrou. — Sem nota.

Fernando Diniz – Tem que explicar o porque essa queda brusca de rendimento, não é possível ter mudado da água pro vinho do nada, tem sua parcela de culpa, mas não creio que seja o principal culpado, tem algo a mais nisso ai. No mais, usa o que tem a sua disposição, o elenco é limitado, foi até surpresa conseguir liderar o campeonato, mas parece que seu esquema de jogo foi manjado, e com o que tem não consegue variar. – 0.0

Bola cheia – 

Luciano – Voltou e fez o que se espera dele, GOL. Mas uma andorinha só não faz verão.

Bola murcha – 

Todo o restante, com a clara exceção do Luciano. Uma total desordem em campo, time perdido, sem criatividade, sentiram a pressão? Pode ser que sim, o fato é que não se jogar um jogo com a importância como o de hoje, desta forma patética.

Abraços!

Luan Morais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: