Mesmo no Pote 1, São Paulo pode ter clássico e times históricos na Libertadores

São Paulo estreará na Libertadores de 2021 no final de abril (Foto: Divulgação)

Na noite da última quarta (31), a classificação do Rentistas para a final do Campeonato Uruguaio e para a Libertadores de 2021 também definiu o primeiro caminho do São Paulo na competição.

Com a ida do Peñarol para a Sul-Americana, o Tricolor será integrante do Pote 1 do sorteio que será realizado na noite do próximo dia 9 de abril, no Paraguai. Isso significa que escapou de enfrentar fortes candidatos ao título já na Fase de Grupos, como por exemplo, Boca Juniors e River Plate.

Porém, isso não é garantia de vida fácil no torneio, já que os outros potes também tem equipes que podem dar trabalho ao São Paulo já na fase inicial da competição.

No Pote 2, por exemplo, os argentinos do Defensa y Justicia, pedra no sapato do São Paulo no passado recente e antigo clube de Hernán Crespo, os colombianos do Santa Fe, os equatorianos da LDU, que enfrentou o São Paulo na última Libertadores com direito a goleada sobre o time na época de Fernando Diniz em Quito, e a Universidad Católica, atual campeã do Chile.

No Pote 3, estão clubes como os argentinos do Vélez Sarsfield, que já venceram o São Paulo em final de Libertadores, os colombianos do América de Cali, os bolivianos do The Strongest, e os peruanos do Universitario, de Lima.

No Pote 4, o São Paulo pode ter pela frente o Rentistas, um dos melhores clubes do Uruguai no momento, a altitude bizarra dos bolivianos do Always Ready (4000m), os colombianos do Atlético Nacional ou do Club Junior, os argentinos do San Lorenzo, os equatorianos do Independiente del Valle, e também dois confrontos brasileiros: ou contra o Grêmio, ou contra o Santos, onde seria a primeira vez que um SanSão seria disputado em uma Copa Libertadores.

No final de abril o São Paulo vai iniciar a dia busca pelo quarto título, o local da final ainda não está definido.

Confira os potes do sorteio dos grupos da Libertadores 2021:

Pote 1:

Palmeiras (Brasil)
River Plate (Argentina)
Boca Juniors (Argentina)
Nacional (Uruguai)
Flamengo (Brasil)
Cerro Porteño (Paraguai)
Olimpia (Paraguai)
São Paulo (Brasil)

Pote 2:

Defensa y Justicia (Argentina)
Internacional (Brasil)
Atlético Mineiro (Brasil)
Santa Fe (Colômbia)
Racing (Argentina)
LDU (Equador)
Universidad Católica (Chile)
Barcelona Sporting (Equador)

Pote 3:

Vélez Sarsfield (Argentina)
Sporting Cristal (Peru)
América de Cali (Colômbia)
Fluminense (Brasil)
The Strongest (Bolívia)
Universitario (Peru)
Deportivo Táchira (Venezuela)
Argentinos Juniors (Argentina)

Pote 4:

Deportivo La Guaira (Venezuela)
Unión La Calera (Chile)
Always Ready (Bolívia)
Rentistas (Uruguai)
Grêmio (Brasil) ou Independiente del Valle (Equador)
Santos (Brasil) ou San Lorenzo (Argentina)
Club Junior (Colômbia) ou Bolívar (Bolívia)
Atlético Nacional (Colômbia) ou Libertad (Paraguai)

Caio Felix
[email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.