Jogadores Icônicos: Episódio 16 – André Dias, Zagueiro do Hexa-tri

(Foto: Divulgação | Vipcomm)

Em tempos difíceis, vamos relembrar de uma época boa… No episódio dessa semana vamos falar sobre André Gonçalves Dias, o André Dias.

André Dias chegou ao São Paulo em 2006, e antes de estrear pelo Tricolor, chegou um problema, por conta de uma pendência jurídica com o Goiás EC o São Paulo não podia escalar o jogador. Situação foi resolvida com um acordo entre as partes envolvidas, logo após o episódio, André pode estrear com a camisa do São Paulo, iniciando uma belíssima trajetória pelo Soberano do Morumbi.

2006, o ano que prometia, não somente para André, Mas, para toda torcida Tricolor. Em sua chegada, percebeu que teria que lutar pela titularidade, pois, o plantel Tricolor era regado de excelentes defensores e que vinham das conquistas da Libertadores e do Mundial de Clubes, apesar de ter algumas baixas durante a competição. Na conquista do Brasileirão 2006, André ainda correu o risco de não jogar por conta das questões jurídicas e quando voltou viu uma zaga firme, mesmo assim se destacou e ajudou o São Paulo.

No ano seguinte, em 2007 não foi diferente e ele se firmou entre os títulares e com a saída de alguns nomes se destacou ainda mais. Sempre centrado e com um histórico de comportamento muito bom, virou referência também para os jovens da base Tricolor. Apesar de não ter muita mídia, tinha muita qualidade e apoiava bastante no ataque, com velocidade para voltar e impedir contra-ataques, claro que na época tinha um porte físico melhor.

Em seu melhor ano atuando no Soberano, 2008, foi considerado o melhor zagueiro do Brasileirão, ajudando o time na conquista do mesmo e até marcando gols e sendo um dos melhores desarmadores. Era um dos favoritos à estarem na Copa do Mundo em 2010 na África do Sul, o que infelizmente não aconteceu, talvez por ter uma forte competição vinda da Europa.

Naquele ano de 2008 um jogo memorável para o André Dias com certeza foi contra o Atlético-MG, aos 15 minutos do primeiro tempo o São Paulo já ganhava o jogo por 2×0 quando André Dias recebe uma bola enfiada, isso mesmo, um zagueiro que atacava como um camisa 9, ele pega a bola e com toda frieza que lhe foi dada chutou ao gol, um lindo gol na saída do goleiro por cobertura. O jogo acabou em 5×1 com uma atuação excepcional do trio de zaga tricolor composto por Miranda, Alex Silva e André Dias.

Depois disso em 2009 foi considerado pela segunda vez o melhor zagueiro do Campeonato Brasileiro. Em 2010 se despedia do São Paulo para atuar na Lazio-ITA, encerrando sua carreira no meio de 2014, e em alto nível, sonhava em atuar no Brasil naquela época, porém, por alguns erros de ser empresário ficou muito tempo parado e decidiu encerrar sua carreira. Atualmente ele trabalha para si mesmo em coisas pessoais e longe da área do futebol. Pelo São Paulo foram 197 jogos e 21 gols, além dos históricos conquistas do Campeonato Brasileiro de 2006, 2007 e 2008.

Instagram: @Srlopez7
Twitter: @NenLopez1
Facebook: Nenê Lopez

Nenê Lopes

Nenê Lopes

22 anos, estudante de comunicação social hab. Rádio e TV, apaixonado pelo São Paulo FC, baiano "retado". Ex colaborador da página spfc mil grau e design gráfico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.