Jogador, por favor, não erre o passe.

Olá nação tricolor.

Pois bem, parece que o São Paulo, após a derrota contra o Bragantino, entrou em grande crise. Segundo relatos da imprensa, parece que o time não é mais o líder do campeonato, com 6 pontos de vantagem em relação ao segundo colocado, que o trabalho do Fernando Diniz não funciona mais (demorou pra isso aparecer de novo no Twitter, porque será?) e o elenco está rachado.

Fernando Diniz parece que está perdendo o comando por ter falado palavrões e xingado Tchê Tchê no jogo contra o Bragantino. Realmente, absurdo usar tal linguajar, tem que ter respeito! E eu concordo com os jornalistas, Muricy deve urgentemente orientar Diniz para ele se controlar.

Muricy Ramalho, contratado como novo coordenador de futebol do São Paulo, muito famoso pelo seu jeito ríspido, grosseiro e duro nas falas, deve orientar o Diniz para ser mais educado com os jogadores à beira do campo. É isso mesmo que vocês estão lendo, não é piada de stand up.

Acredito que o Fernando Diniz podia adotar as seguintes falas nos próximos jogos: “Luciano, por favor não tome o cartão, senão vamos ficar desfalcados!” “Tudo bem Diego, pode perder a bola que não há mal, se tomar o gol tudo bem!” “Reinaldo, ficou cansado? Tudo bem, não precisa mais correr.” “Por favor Pablo, consegue fazer um gol pra gente ganhar o jogo?”

Palavrões, ironias. Banho d'água. A estranha relação de Luciano e Diniz -  Prisma - R7 Cosme Rímoli

Agora voltando ao assunto sério. Acho que o maior obstáculo do São Paulo hoje, é o próprio São Paulo e sua torcida. O time, porque estamos muito bem no campeonato, e hoje acredito que só perdemos o título em caso de desatenção geral dos jogadores, se os mesmos perderem o foco e não entregarem mais intensidade. E sua torcida, por sempre pegar pilha de jornalista oportunista que tenta implantar crise no elenco!

Claro, acho que o Diniz passou um pouco do ponto em algumas falas ao Tchê Tchê, mas gente, é sério que vocês ainda acham anormal o linguajar usado nesse meio do futebol? É sério que vocês querem, que no calor do jogo, na adrenalina, com o time perdendo e precisando ganhar o jogo, que o técnico seja paciente e calmo?

André Rizek disse que iria denunciar o chefe por assédio moral se ele sofresse tais ofensas, ao comentar o caso no programa do Sportv. Será que o mesmo Rizek ficou com esse pressentimento nas cenas do Jorge Jesus gritando e gesticulando com os jogadores jovens do Flamengo em 2019? Ou com Guardiola, quando entrou extremamente destemperado em campo pra dar um esporro em Kimmich, ainda na época que treinador do Bayern? Curioso que nunca vi nada a respeito disso na época.

Enfim, eu acho que o time precisa ficar em alerta, principalmente por conta do elenco, que é curto e tem defeitos. Os jogadores precisam continuar focados, tomar cuidado pra não serem infectados e espalhar o vírus no elenco, e voltar a jogar o bom futebol que colocou o time na situação atual. Para mim, esse jogo contra o Bragantino serviu de alerta, mas foi a exceção foi que está sendo a temporada.

Saudações!

Imagem: Reprodução SPORTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.