Expectativas para o futebol feminino em 2020!

[Foto por: @saopaulofc]

Depois de um bom começo de ano para o Futebol Feminino tricolor, com direito a titulo do Brasileiro feminino A2 e o retorno da craque Cristiane ao Brasil, o São Paulo enfrentou algumas dificuldades no fechamento da temporada. Foram criticas recebidas de boa parte do elenco, especulações da não renovação de algumas atletas e muito mais.

O começo de ano não foi diferente, começamos com a noticia de que duas atletas bastante influentes no elenco, Ary Borges e Ottilia, não iriam renovar com o São Paulo. A polêmica cresceu quando foi descoberto que o novo clube de ambas as jogadoras seria o rival Palmeiras. Cristiane, o principal nome do elenco tricolor também não renovou. Após criticas publicas a administração do Futebol Feminino, a jogadora se despediu hoje (14/01) em suas redes sociais, resumindo sua passagem pelo São Paulo como: “Gratidão”. A polêmica cresceu quando foi descoberto que os dirigentes tricolores cancelaram a reunião marcada para discutir a renovação da atleta com o clube. O desejo da jogadora era permanecer no São Paulo.

O time feminino se reapresentou hoje (14/01), teve seu primeiro treino, apresentação de oito novas jogadoras e a primeira coletiva do ano com o técnico Lucas Piccinato.

COLETIVO DO TÉCNICO LUCAS PICCINATO

O técnico falou da importância dos grandes clássicos para a representatividade do futebol feminino, além de ressaltar o investimento que equipes como o Palmeiras fizeram, o que aumenta ainda mais o nível de competitividade.

Falou da demissão da auxiliar técnica Nildinha, agradeceu o tempo que esteve com o clube mas afirmou que foi uma decisão interna. Em relação a Cristiane, reconheceu a importância da atleta para o inicio do projeto, mas afirmou que o clube se mostrou frustrado com as diversas lesões da jogadora e que haviam pensado em um novo “perfil”.

Sobre as instalações que as jogadas terão acesso, o técnico afirmou que para os treinamentos as meninas poderão usar os campos sociais do Morumbi, além do CT da Barra Funda (caso do treinamento de hoje). Para mandar os jogos, o São Paulo provavelmente irá usar o CFA de Cotia no começo do ano, que acabou de passar por reformas e expansão.

CONTRATAÇÕES

Dentre as novidades para a nova temporada, estão a chegada de oito novas jogadoras são elas: A goleira Thais Helenas, as atacantes Gláucia, Mirla, Kamilla, Carol e Duda, a zagueira Gislaine e a lateral-esquerda Dani Silva.

Gláucia é o principal nome agora do elenco, chega com a missão da fazer muitos gols com a camisa tricolor. Pelo Santos, ano passado, foi a artilheira com 19 gols. Duda também chega com bastante nome, a jogadora foi convocada recentemente para a seleção brasileira e tende a evoluir muito.  Gislaine é experiente e tem uma ótima passagem pelo Santos e mais recentemente pelo Corinthians.

É difícil apontar com precisão o futuro do Futebol Feminino tricolor. Por simplesmente estarem no São Paulo a pressão já é maior, o erros e desacertos da administração também não ajudam em nada. Algumas perguntas ainda não tem respostas, por que Ottilia e Ary Borges não continuaram? Quem irá substituir Nildinha? Por que não renovar com a Cristiane?

O que resta para todo torcedor tricolor é apoiar e acreditar em uma mudança!

Gustavo Marinheiro

Gustavo Marinheiro

Meu nome é Gustavo Marinheiro, sou estudante de Jornalismo, fotógrafo e professor. Escrevo há 3 anos, sendo sobre o São Paulo há 2.

Este post tem um comentário

  1. José Victor

    Chamei o cara certo pra liga, bem de mais 👏👏

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.