Quem diria! Emerson Sheik elogia São Paulo: “Foi no Tricolor que aprendi a ser gente”

Poucos jogadores provocaram o São Paulo e a torcida tricolor quanto Emerson Sheik. Em participação no programa Jogo Aberto, da Rede Bandeirantes, o atacante que marcou época no rival Corinthians, no Flamengo e no Fluminense fez rasgados elogios ao Tricolor.

Sheik foi revelado nas categorias de base do São Paulo, em 1998. Chegou a marcar dois gols nos onze jogos que fez. Mas notabilizou-se por uma série de frases de pouca classe contra a equipe que o formou. E foi justamente por isso que ele fez questão de se explicar.

“Fiquei extremamente feliz de terem colocado o São Paulo. Queria falar do São Paulo. Foi o início da minha carreira. Eu zoei muito o São Paulo. Fiz todas as brincadeiras possíveis, porque acredito que o futebol perdeu essa magia. Tirando o gol, momento mágico da partida, as pessoas deixaram de brincar. Hoje atletas, comissão técnica e até diretoria é punida. Compartilho das brincadeiras porque cresci vendo Romário, Edmundo, Renato Gaúcho brincarem. Vivi isso como torcedor”, declarou Sheik.

Pouco depois, ele continuou à série de palavras amistosas. “Foi o São Paulo que abriu as portas para o meu sonho de ser jogador. Ali eu fiz toda a minha base. Ali cresci como ser humano e pessoa. Ali aprendi a ser gente. Eu vim de uma favela. Não sabia nem comer frango com garfo e faca, porque em casa a gente pegava com a mão. Fiquei extremamente emocionado com o São Paulo. Foi ali que eu comecei. Já não sou mais atleta, não tenho mais que zoar o São Paulo. Fazia isso porque era uma brincadeira minha. Gostava de fazer isso. E o São Paulo faz, sim, parte da minha história”, finalizou.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=_gn71LREdvQ&w=560&h=315]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: