Déficit enorme em 2019, orçamento de 2020 aprovado e bate boca feio do Leco e conselheiro

(Reprodução)

A Reunião do Conselho, a última de 2019, foi agitada nesta quinta-feira (20). Números financeiros do relatório da diretoria, um déficit enorme em 2019 e o orçamento para 2020 foram as principais pautas e geraram grandes debates. De 240 conselheiros, 142 estiveram presentes.

O principal embate foi devido o sumiço do presidente Leco na última reunião, deveria retornar a sala para última parte do reunião do Conselho, pois foi embora.

Déficit em 2019

Mas o que gerou clima quente, segundo relatado pelo Blog do Zanquetta, foi o déficit que era de R$ 77 milhões em agosto, virou R$ 180 milhões, isso caso o time não venda ninguém até 31/12. Ou seja, sem vendas neste final de ano, a situação fica grave no fechamento das contas de 2019. Neste ano o São Paulo vendeu pouco, a principal negociação foi do zagueiro Morato para o Benfica, e sem grande lucro.

O aumento veio por conta de dívidas que apareceram como R$ 30 milhões para Ricardinho, R$ 25 milhões para CET, e ainda tem o caso Pinotti, mas todos parcelados em muitas vezes, não serão pagos somente em 2020.

A diretoria se mostrou tranquila, pois existem possibilidades de vendas envolvendo os jovens jogadores Walce, Helinho e principalmente Antony, também situações com Arboleda, Liziero e Igor Gomes podem surgir…

A principal missão para os próximos três anos é que o clube diminua a divida bancária que está na casa de R$ 55 milhões (conta garantida, financiamento, antecipação de recebíveis de venda de ordem e empréstimo). Esse era a principal missão do Leco na sua gestão, porém ela se encerra em 2020…

Orçamento para 2020

Outra pauta foi o orçamento para 2020, anteriormente negado, desta vez foi aprovado por 113 a 29. Está projetado que o clube vá receber R$ 154 milhões em vendas de atletas na próxima temporada. Outro detalhe projeto é o corte de gastos, que inclusive começou com mudanças na comissão técnica, o cargo de coordenador científico foi extinto, o de coordenador técnico não deverá ter novo nome após saída do Mancini. E também é previsto cortes de investimentos em Cotia.

As metas além da venda de jogadores, está nas receitas no marketing, com patrocínios e programa de sócio-torcedor. Foram criados uma comissão de Conselho de Administração, para monitorar e cobrar resultados em diferentes áreas do clube. Também um Conselho do Conselho Deliberativo que conta com Ademir Scarpin, Olten Jr e Zé Alberto.

São apenas R$ 19 milhões para reforços em 2020, se fechar com Volpi e Igor Vinícius, sobraria cerca de R$ 9 milhões para investimentos em outros reforços.

Metas para 2020

As metas criadas para a temporada de 2020 do São Paulo são de: 4ª colocação no Campeonato Brasileiro, na semifinal do Campeonato Paulista, nas quartas de final da Copa do Brasil, e nas oitavas da Copa Libertadores.

Clima quente

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: