Casagrande defende Raí em polêmica sobre Jair Bolsonaro

Raí, diretor de futebol do São Paulo, sugeriu a renúncia de Jair Bolsonaro por conta da postura do presidente do Brasil durante a pandemia do coronavírus. Caio Ribeiro, comentarista do Grupo Globo, o criticou. Walter Casagrande, companheiro do atacante revelado pelo SPFC e que jogou no Tricolor em 1984, porém, apoiou o dirigente são-paulino.

Para defender Raí, Casagrande utilizou o Instagram. E colocou uma imagem da Democracia Corinthiana, da qual o comentarista da Globo fazia parte, na década de 1980, e que lutava por eleições diretas e pelo fim da ditadura militar. O diretor do SPFC era irmão de Sócrates, dos principais artífices do movimento alvinegro e dos grandes jogadores politizados do país.

Confira a postagem de Casagrande abaixo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Eu penso exatamente como o Raí. Sou contra a volta do futebol, neste momento. Todos os dias, as mortes aumentam no país. É um absurdo pensar nisso. Já falei diversas vezes sobre esse assunto. Numa Democracia, todas as pessoas podem e devem expressar suas opiniões, sobre qualquer assunto, independentemente da sua profissão. Ninguém pode querer censurar a fala do outro e determinar qual o assunto que se pode falar. Isso, no meu entender, é anti democrático. Enfim, o Raí representou com orgulho o seu irmão, Sócrates (Magrão) e não tenho dúvidas de que ele falaria as mesmas coisas. Cobra-se muito, das pessoas do futebol, a falta de participação e de opinião. O Raí é um dos poucos que se posicionou. Parabéns Raí! Você seria um grande companheiro na Democracia Corinthiana. Antes de qualquer polêmica, deveriamos nos unir e ser mais solidários, nesse momento tão crítico pelo qual passa a humanidade.

Uma publicação compartilhada por Walter Casagrande Júnior (@wcasagrandejr) em

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.