Até que ponto vai essa ilusão?

O Tricolor está nos iludindo? Depois das vitórias contra Fortaleza e Flamengo, o SPFC estará nos enganando?

Ou será uma perseguição aos times que começam com F?

Ou será um tira teima com os times do Rogério?

Brincadeiras a parte, o time parece estar mais cascudo.

Veremos isso nos jogos contra o Grêmio, time mais que copeiro.

O time, mais unido, mais compactado, não passou por muitos perrengues, no primeiro tempo, contra o Flamengo.

O primeiro gol foi uma pintura de jogada de Daniel Alves, criação de craque. Aquele espaço encontrado somou com a colocação e a inteligência de Luciano. Mesmo sendo canhoto, o toquinho deslocou e matou o goleiro. O segundo gol foi um daqueles cruzamentos mortais de Reinaldo para a cabeçada fulminante de Luciano. E o último gol, que flamenguistas reclamaram da falta de Dani Alves em cima de Arão, o importante foi a mordida, a pressão e daí saiu o terceiro gol. Antes do gol, Pablo meio desajeitado, convidou a zaga a dançar um tango. Ou seria um sambinha?

Três fatores foram muito importantes para o time.

Primeiro, porque Diniz apostou nos garotos da base e deu confiança necessária a todos.

Brenner nunca desabrochou até esse momento. Diniz apostou nele.

Continuo achando que Diniz não é técnico para o São Paulo, mas tenho e temos que reconhecer alguns méritos.

E alguns deméritos.

A saída de bola é de enlouquecer qualquer torcedor tricolor.

Essa teimosia do técnico dá vontade de espancar o próprio. Antes que alguém reclame, estou falando retoricamente e falando de ” vontade, não de realidade”.

Diego, Luan, Igor Gomes e Brenner vem se afirmando partida após partida.

Em parte pela teimosia do técnico.

O segundo fator foi o fato da segurança demonstrada por Volpi.

Ele mostrou ser o melhor goleiro do Brasileiro, pelas defesas dos últimos pênaltis e por outras tão importantes quanto.

E o terceiro fator, foi o alto nível de atuação de Daniel Alves, demonstrando o porquê foi capitão da seleção por tanto tempo.

Daniel vem comandando o time  ,no gramado, com categoria,  malandragem e garra, como bem demonstrado nos duelos contra Gérson do Flamengo.
Gérson vinha como um dos articuladores do Flamengo e nos jogos contra o Tricolor foi praticamente anulado.

Graças a Daniel.

O São Paulo tem contado também com as bençãos dos céus, por conta de só Tchê Tchê ter sido contaminado pela Covid.

Bem ao contrário de times como Palmeiras, Santos, Galo bem prejudicados pelo vírus.

O time é curto, ou seja, não temos reservas tão confiáveis quanto os titulares.

Por isso, apesar de um certo cansaço, o time tem que se aguentar para alcançar o primeiro lugar.

Nossos concorrentes tem a Libertadores para atrapalha-los. Palmeiras, Flamengo, Inter, Grêmio e Santos vão dar prioridade para esse torneio.

É nossa chance.

E se Diniz for campeão – o que ainda está longe de acontecer – minha cara vai cair! Mas, não estarei sozinha nesse susto.

Muitos de nós pedimos a cabeça de Diniz e estaremos dando a ” cara a tapa” e teremos que reconhecer o trabalho e pedir desculpas. Que assim seja. Amém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.