Ao fim das teorias da conspiração

Olá nação tricolor. Pouco tenho para falar sobre o time atualmente. Podia tentar justificar, fazer uma análise tática pra entender o mal momento, apontar o dedo para um jogador específico, ou até mesmo começar a elaborar suposições e teorias. Não, não faz parte do meu perfil entrar em teorias da conspiração, uma coisa que jamais vocês vão ver eu fazendo, é entrar em debate de suposições malucas, muitas vezes plantadas por influenciadores de Twitter, que só servem para tumultuar o ambiente. Então já aviso, não vou discutir coisa absurda aqui, não vou debater Terra Plana com vocês, sinto muito. Voltando para o que interessa. Esses últimos dois jogos realmente foram ruins. Contra o Bragantino tomamos um banho, onde não conseguimos ver a cor da bola, e se não fosse o Volpi, poderia ser uma derrota pior. Já contra o Santos, tivemos um primeiro tempo péssimo, e um segundo tempo de razoável para bom. Concordo com o argumento “era o time B do Santos”, porém, quando se trata de clássico, não existe isso de time A, B ou C. São Paulo criou boas chances no segundo tempo para, pelo menos, fazer um gol. Diversas jogadas feitas pelo lado direito com Juanfran, duas cabeçadas defendidas pelo João Paulo, e um grande controle da posse de bola do jogo. Porém, assim como já aconteceu diversas vezes sob o comando do Fernando Diniz, o time criou, não fez, e no único ataque sofrido, gol do adversário. Aliás, de ressaltar como a defesa foi extremamente apática, deixando o Jobson entrar com tal liberdade, e também a falha de Volpi, que consegue fazer grandes jogos, mas ao mesmo tempo sofre uns gols que ficam difíceis de explicar.
O que justifica também é o fato do nosso elenco ser curto e com poucas alternativas, o que acaba atrapalhando o técnico na hora de arrumar estratégia. Acho que o Fernando Diniz devia pensar em mudanças pontuais no time titular, talvez a entrada do Léo na defesa, pois com ele e Arboleda o time foi seguro contra o Santos, e mostrou boa capacidade de armação vindo de trás, e principalmente definir um nome eficiente pra substituir o Luciano, visto que Vitor Bueno e Pablo não rendem. O que não dá é entrar em delírios terraplanistas, que inventam que o elenco está rachado, que os jogadores querem derrubar o Diniz para vinda do Rogério Ceni, que os jogadores estão boicotando a diretoria por causa do Lugano, que os garotos de Cotia acham que Daniel Alves recebe tratamento especial. Sério que vocês ainda acreditam em qualquer coisa que aparece nas redes sociais? Vamos usar a inteligência, existem tantos setoristas qualificados e de confiança, e vamos ainda ouvir influenciador desqualificado? O campeonato está muito longe de ter uma definição, principalmente porque não há nenhum time que, realmente, esteja jogando muito bem. Ainda somos líderes com 3 pontos de vantagem ao Internacional de Abel Braga, que na minha opinião, não tem pedal, não vai conseguir se manter por muito tempo na briga, pois é um time que tem sofrido contra os times de baixo, mas tem conseguido vencer na base da individualidade e jogando na defensiva, e 6 pontos em relação ao Atlético-MG, que é um time que joga bem, mas oscila muito. Quem poderia complicar, é o Palmeiras, porém, o próprio está disputando 2 competições e não está tão focado no Brasileirão. Saudações! Imagem: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.