São Paulo joga mal e não sai do zero com o Racing pela Libertadores

(Staff/Imagem Conmebol)

O São Paulo foi até e Argentina onde enfrentou o Racing em duelo válido pela 3ª rodada da Libertadores. A equipe da tricolor não apresentou um bom futebol e saiu de campo com um a menos e com um ponto na bagagem, feito que em termos de Libertadores e jogo na Argentina é muito importante.

1º TEMPO

Como já se é habitual, o clássico entra brasileiros e argentinos pela Libertadores é muito pegado. Com isso no duelo entre Racing e São Paulo no foi diferente. Logo no inicio, aos quatro minutos, Reinaldo recebeu na ponta esquerda e cruzou, porém, a bola foi forte demais e passou a frente do gol. Porém, três minutos depois, Benitez tocou para o camisa 6, que se livrou da marcação e cruzou novamente. Dessa vez, Luciano apareceu na primeira trave e desviou, no entanto o goleiro Arias  fez a defesa.

Após isso, o time da casa começou a querer dominar as ações, tanto que aos minutos, Lovera  foi derrubado por Miranda na ponta direita, resultando em falta. Sendo assim, a bola foi alçada e Piatti chegou invertendo, no entanto Novillo  tentou de cabeça mas jogo na trave. Sendo assim,  na sequência da jogada, Piatti  finalizou torto, porém a bola sobrou para Sigali, que livre finalizou. Entretanto a bola explodiu no travessão e caiu em cima da linha. Foi então que o São Paulo começou a errar muitos passes, facilitando o futebol do Racing, a equipe de Avellaneda  buscou o gol algumas vezes, porém sem sucesso.

Por outro lado, o São Paulo que pouco chegava ao gol adversário levou perigo. Aos 27′, Reinaldo cruzou na área na direção de Pablo que se jogou na bola. No entanto o esforço foi em vão, já que a bola ficou tranquila para Arias defender. Já no fim, aos 38 minutos, Benitez foi derrubado atrás da meia lua, com isso a falta foi marcada, sendo assim, Daniel Alves foi para a cobrança. O camisa 10 bateu com categoria, porém a bola explodiu no travessão e saiu.

2º TEMPO

Já na etapa final do duelo, o São Paulo teve logo duas perdas importantes, isso porque Luciano e Daniel Alves sentiram lesões musculares e saíram de campo. Sendo assim, Gabriel Sara, que retorna de lesão e Igor Vinicius entraram na equipe brasileira. Com isso, o Racing começou a crescer mais no jogo e passou a acuar o São Paulo no seu campo de defesa. Foi ai que aos 27′, Cvitanich  recebeu passe e levantou na área, a bola encobriu Volpi e sobrou para Mena, que de peito marcou o gol. Entretanto, o lateral chileno estava impedido, por isso o gol foi anulado pelo bandeirinha.

Melhor em campo pelo lado tricolor, o zagueiro Miranda desfilava desarmes e impedia cada vez mais que o Racing chegasse com perigo. Já aos 34 minutos, o volante William chegou um pouco mais forte em dividida e acabou levando o vermelho direto, com isso, deixou o time tricolor com um a menos em campo. Apesar de estar com um a mais, o Racing não conseguia chegar com eficiência ao gol de Volpi. Por fim, aos 49 minutos, Godoy  aproveitou bola sobrada na área e tocou, no entanto Tiago Volpi saiu muito bem e evitou o gol argentino no final. Sendo assim, o duelo não saiu do zero, sendo um bom resultado para o time brasileiro, que permanece na ponta.

COMO FICA?

Com o resultado, o São Paulo chegou aos 7 pontos, se isolando na liderança do grupo E, seguido pelo Racing em 2º com 5. Já na próxima rodada, o time de Crespo retorna a campo no dia 12, diante do Rentistas, no Uruguai, às 19h (horário de Brasília). No entanto, no domingo a equipe enfrenta o Mirassol, pela última rodada da primeira fase do Paulistão, o duelo ainda não tem horário definido.

MELHORES MOMENTOS

 

Raphael Almeida

Paulista, 31 anos, jornalista formado e apaixonado por esportes. Movido pelo esporte que é paixão mundial, ingressei na faculdade e sonho em crescer cada vez mais na profissão e principalmente falando sobre futebol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.