São Paulo suspende contrato de Jean até o fim de 2020; Medida evita pagamento de ‘multas’

(Foto: Reprodução | ESPN Brasil)

O São Paulo decidiu suspender o contrato do goleiro Jean até dezembro de 2020. Jean é acusado de agressão a esposa, e ficou preso por um curto período nos Estados Unidos.

Caso rescindisse o contrato, o São Paulo ainda teria que arcar com valores do contrato até 2022, por não ser ‘justa causa’ portanto optou por uma outra saída. Afinal o processo continua nos Estados Unidos da América, e o goleiro corre risco de ser condenado.

O caso ter ocorrido fora do Brasil, seria o motivo de não ter como prosseguir na rescisão do contrato por justa causa.

A diretoria são-paulina planejava rescindir o contrato do jogador, e libera-lo de graça para outro clube, inclusive ficou perto de uma ida para o Ceará, mas a torcida cearense fez campanha contra e recuaram.

A situação de momento é parecida com de Gonzalo Carneiro, o São Paulo não rescindiu, mas não arcará com salários dele em 2020 e se surgir uma nova possibilidade para o futuro do Jean, o São Paulo não deve complicar.

Nota oficial

O São Paulo Futebol Clube comunica que nesta quinta-feira (9) firmou a suspensão do contrato de trabalho do atleta Jean Paulo Fernandes Filho.

O contrato permanecerá suspenso até 31 de dezembro de 2020, período durante o qual o atleta poderá exercer atividades por outras agremiações em condições já estipuladas. Caso o jogador não seja contratado por um outro clube durante este período, o São Paulo Futebol Clube poderá decidir pela rescisão de contrato ao final deste ano de suspensão.

Fábio Martins

Formado em jornalismo, ADM do SPFC 24 Horas desde 2012 e principal responsável pelo site e redes sociais desde 2014. Twitter: @fbiomartins1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: